fbpx
SIC

‹‹Maria Calado: Uma Militar em Cabul›› no próximo ‹‹Momentos de Mudança››

momentos logo ‹‹Maria Calado: Uma Militar em Cabul›› no próximo ‹‹Momentos de Mudança››

momentos logo ‹‹Maria Calado: Uma Militar em Cabul›› no próximo ‹‹Momentos de Mudança››Já é conhecido o próximo tema de ‹‹Momentos de Mudança››. Com o título de «Maria Calado: Uma Militar em Cabul», o próximo programa da SIC será dedicado àquela mulher que é 1.º sargento em missão no Afeganistão. Agora, regressará a casa, para junto do filho.

«Momentos de Mudança» vai para o ar na próxima segunda-feira, 19 de novembro, a seguir ao «Jornal da Noite». Saiba agora com o que poderá contar:

Sou pequenina e quando entrei para a Escola Pratica de Artilharia, em Vendas Novas, ainda não havia muitos números para mulheres, os tamanhos eram todos enormes, fiquei 3 dias à espera do 35 de botas.

Aos meus 10, 12 anos, as pessoas perguntavam-me: então o que vais ser quando fores grande? Eu vou ser tropa!

Vivo em Constância que é uma vila pequena e que tem a junção de dois rios, o Zêzere e o Tejo, e que me matam as saudades do mar porque eu sou de Setúbal.  Mas aquela vila dá-me a qualidade de vida que eu quis para o meu filho. O Rafael tem 7 anos e é uma criança divina, extrovertido, meiguinho, doce e tem vivido esta experiência da mãe fora durante 6 meses de uma forma que muitos adultos não vivem.

Cheguei a Cabul a 11 de Abril deste ano, a um quartel que não tinha o aspeto dos quartéis que eu conhecia. Aqui são contentores, rodeados de muros, não se vê o exterior, só as montanhas e dá a sensação de que estamos dentro de uma cratera. A certas alturas senti algum medo, nunca sabemos o que pode acontecer, a história do Afeganistão dá-nos um bocadinho mais de receio.

Sou 1º sargento, faço o controle do dinheiro, confirmo os pagamentos, sou a tesoureira do 4º Contingente português na ISAF, a Missão da NATO de manutenção de paz no Afeganistão.

Há 20 anos  não era assim, mas acho importante que as mulheres participem tal como os homens. Porque é que esta seria uma oportunidade só dada aos homens?

Os militares têm esse desejo de ir ver como é lá fora e eu também queria. Para muitos também há a motivação monetária, uma lufada de ar fresco em momentos difíceis.

Todos os dias falo com o meu filho pelo skype porque é muito difícil estar longe dele,  as saudades são imensas. Eu quero saber como vai a escola dele, ele conta os dias para eu voltar.

Mal vi Cabul, tive pena de não conseguir conversar com uma mulher afegã, perceber como é que é viver sob uma burqa. Fiz amigos para a vida, a Carolina, enfermeira,  com quem partilhei quarto nestes últimos seis meses.

A nível profissional esta missão é a realização de um sonho que eu tinha há muito tempo.

Agora estamos todos ansiosos, vamos regressar, é o aproximar de casa, o bater do coração, os suores frios. Vou sentir de novo o cheiro do meu filho, é inexplicável.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

ATV News