fbpx
SIC Famosos Geral

Ljubomir Stanisic arrasa António Costa: “Que nós, as ovelhas, sigamos em linha reta”

Ljubomir Stanisic
Instagram

Ljubomir Stanisic está furioso com as medidas de contenção da Covid-19 que o Governo de António Costa implementou.

Num texto metafórico que publicou na rede social Instagram, considerou os profissionais da restauração como se de “ovelhas” se tratassem aos olhos do Primeiro-Ministro António Costa. E disse mais. “São ovelhas, mas podiam ser bodes. Porque é assim que nos sentimos: o bode expiatório no meio desta merda toda“, lê-se no início do texto.

“Nós que nos enchemos de álcool-gel, que desinfetamos toda e qualquer superfície antes de um cliente se sentar às nossas mesas e depois de sair, que higienizamos casas de banho, balcões, maçanetas e o que mais houver, que aumentámos a distância entre mesas e sacrificámos metade dos lugares em nossas casas, que vestimos as nossas equipas com máscaras, comprámos termómetros e implementámos um conjunto de regras mais adequadas a um hospital do que propriamente ao setor da hospitalidade”, continuou.

E pergunto: quem faz este papel nos transportes públicos que seguem à pinha em hora de ponta? Nos comboios, no metro, nos autocarros? Quem faz este papel nos supermercados? Alguém? Eu nunca vi, confesso. Mas claro, a restauração que aguente. A restauração que cale. A restauração que feche. Em direção ao precipício, a acenar-nos com falsas medidas e a esperar que nós, as ovelhas, sigamos em linha reta e em silêncio. Foda-se”, desabafou ainda o conhecido chef de cozinha.

Leia também:

Bebé sem rosto! Pais de Rodrigo dão pormenores sobre o estado de saúde do filho

Marco Costa dá “estouro” em António Costa e tece duras críticas ao Governo

View this post on Instagram

São ovelhas mas podiam ser bodes. Porque é assim que nos sentimos: o bode expiatório no meio desta merda toda. Nós que nos enchemos de álcool-gel, que desinfectamos toda e qualquer superfície antes de um cliente se sentar às nossas mesas e depois de sair, que higienizamos casas-de-banho, balcões, maçanetas e o que mais houver, que aumentámos a distância entre mesas e sacrificámos metade dos lugares em nossas casas, que vestimos as nossas equipas com máscaras, comprámos termómetros e implementámos um conjunto de regras mais adequadas a um hospital que propriamente ao sector da hospitalidade. E pergunto: quem faz este papel nos transportes públicos que seguem à pinha em hora de ponta? Nos comboios, no metro, nos autocarros? Quem faz este papel nos supermercados? Alguém? Eu nunca vi, confesso. Mas claro, a restauração que aguente. A restauração que cale. A restauração que feche. Em direcção ao precipício, a acenar-nos com falsas medidas e a esperar que nós, as ovelhas, sigamos em linha recta e em silêncio. Foda-se. (Arte do @hugomakarov )

A post shared by ljubostanisic (@ljubostanisic) on

Ljubomir Stanisic
Instagram
Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

1 Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News