SIC

Lembra-se de ‘Bar da TV’, da SIC? Ediberto Lima recorda escândalo com concorrente

Reprodução Instagram

Ediberto Lima recordou o reality show da SIC, ‘Bar da TV’, emitido em 2001. Em entrevista a Rui Unas, para o ‘Maluco de Beleza’, o produtor brasileiro explicou porque é que abandonou a produção do formato e falou ainda do escândalo, protagonizado por Margarida Gomes e os pais.

O ‘Bar da TV’ tentou a todo o custo derrubar a forte concorrência da altura, o ‘Big Brother’, emitido pela TVI. Basicamente o formato diferenciava-se do rival, uma vez que os concorrentes trabalhavam num bar à noite, nas Docas de Lisboa.

“O programa não foi cancelado. A minha produção é que saiu do programa. Depois de 25 anos é o tipo de assunto que não vale a pena mexer (…) Eu tinha estreado o programa e, ao mesmo tempo, tinha o Big Brother na TVI”, começou por explicar o produtor brasileiro.

“No primeiro dia, o BB rolou em cima do meu programa. No segundo dia, novamente as minhas audiências foram mais baixas. Estava na produção à uma da manhã, super preocupado a pensar ‘o que é que eu vou fazer para ir buscar audiências?”, recordou, relembrando depois o polémico de episódio.

“Era uma produtora minha, a Cristina Santos. Ela diz ‘Ediberto, tenho uma má notícia para lhe dar. Recebi um telefonema dos pais da menina de Borba e eles vão aí amanhã tirar a menina do programa’. E eu respondi: ‘foi a melhor notícia que você me deu!’”. Ediberto pediu aos pais para irem ao estúdio do programa no dia seguinte à noite mas estes chegaram ao meio-dia.

“Eu disse-lhes: ‘estive a analisar as imagens e realmente os senhores têm toda a razão’”. A produção acabou por os entreter até à noite e quando o programa começou foram questionados: “Vamos entrar para tirar a menina?”, contou, confessando que os pais não sabiam que iam estar em direto para todo o país.

“Valeu o sacrifício”, disse Ediberto, recordando que nesse dia foram líder de audiência. A concorrente acabou por não abandonar a casa. “Nós, que estamos nos bastidores de televisão, muitas vezes somos obrigados a trabalhar a nossa imaginação em busca das audiências”, confessou, assumindo que hoje tem outra “visão da vida”.

De recordar que este episódio valeu á SIC uma multa de 150 mil euros por “atentado à dignidade humana”.

ATV News