fbpx
SIC

«Para lá do Sonho» no «Perdidos e Achados»

Perdidos E Achados «Para Lá Do Sonho» No «Perdidos E Achados»

Perdidos E AchadosHá 4 anos a grande reportagem Até onde poderei sonhar mostrava testemunhos de como é possível ter um projeto de vida e sonhar, mesmo para quem sofre de paralisia cerebral. Na véspera do dia que assinala esta deficiência motora, o Perdidos e Achados foi à procura das Ritas e da Fernanda que enfrentam novos desafios com a determinação de sempre.

Em 2009, Fernanda Guedes, com 38 anos, trabalhava na Câmara Municipal de Gaia e vivia um casamento feliz, com duas meninas de um ano e meio. O casamento terminou pouco tempo depois. Fomos descobrir o que mudou na vida desta mãe com paralisia cerebral após o divórcio.

A Rita Cuca terminava na altura o mestrado em argumento e televisão com 20 valores. A artista que pintava quadros, ambicionava escrever um livro, ficamos a saber que a realidade superou de alguma forma o seu sonho. As outras duas Ritas que sorriam no auge dos seus 9 anos, cresceram, mudaram de escola e enfrentam o desafio da integração num período difícil que é a adolescência.

São histórias contadas no feminino, testemunhos de determinação que superam as barreiras numa sociedade que ainda tem um longo caminho a percorrer para acolher e cuidar das pessoas que têm esta deficiência motora. O que não mudou em quatro anos foram as estatísticas, dois bebés em cada mil partos nascem com paralisia cerebral. Para lá do Sonho a não perder amanhã, dia 19 de outubro, no Jornal da Noite.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News