SIC

João Cipriano garante que não esquartejou a sobrinha

O programa Linha Aberta, da SIC, continua a surpreender com as histórias que traz à antena. Desta vez, Hernâni Carvalho recuperou o caso de Joana Cipriano, que foi morta pela mãe e pelo tio materno, Leonor e João Cipriano, tendo falado com João Cipriano, que se encontra em liberdade – apesar de condenado a 16 anos e oito meses de prisão efetiva – por ter cumprido cinco sextos da pena.

Apesar de ter confessado em tribunal o crime e de ter detalhado de forma pormenorizada como esquartejou a sua sobrinha, João Cipriano afirma agora que “”Fui preso inocentemente. Estive preso 14 anos e meio sem fazer mal nenhum. Tão certo como esta luz que está aqui a alumiar”.

De acordo com a equipa do programa, João Cipriano pedirá a reabertura do processo com base em novos factos e provas, garantindo que “Não toquei com um dedo na minha sobrinha e sei que ela está viva e vou fazer tudo para a encontrar e para saber a verdade. Sei que a venderam, que a minha irmã a vendeu”.

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
luis manuelEusou Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Eusou
Visitante
Eusou

Não esquecer que às confissoes foram obtidas a murros,não esquecer que os porcos não comem ossos,não que se tranta de pessoas humildes e o chefe da investigação foi conciderado chefe de gatunos,etc…

luis manuel
Visitante
luis manuel

A verdade é que a menina desapareceu e não há rasto dela e a pessoa que deveria ter a guardado não o fez e só por isso merece a pena de morte ela é qualquer pessoa que faça mal a alguém inocente.

ATV News