fbpx
SIC

Joana Latino recorda morte trágica do pai: “Foi um herói”

Joana Latino
SIC

Joana Latino esteve esta terça-feira, dia 19 de janeiro, na ‘Casa Feliz’ e recordou o pai que foi assassinado num restaurante .

Joana Latino esteve à conversa com Cláudia Vieira e João Paulo Sousa no matutino da SIC. A certa altura, recordou o pai que teve uma morta trágica.

O meu pai estava num restaurante a jantar com uma amiga, apareceu o ex-marido de há muitos anos dessa senhora com uma caçadeira para a matar e o meu pai pôs-se à frente (…) e acabou por levar ele o tiro”, começou por contar Joana Latino.

O assassino foi condenado a quatro anos de pena de prisão. “O que eu consegui foi através da maior ferramenta que eu acho que o ser humano tem que é a empatia (…) para além do que me aconteceu a mim, que foi perder o meu pai (…) eu tenho que pensar no outro lado, o que é que aconteceu àquele homem e à família daquele homem“, acrescentou.

Hoje tem 48 anos, na altura tinha 32. A jornalista da SIC colocou-se na pele da filha do assassino. “Ele tem uma filha mais ou menos da minha idade, eu acho que a vida dela deve ser infinitamente mais complicada que a minha porque o meu pai foi um herói e o pai dela… como é que se tem um pai assassino?“, perguntou.

Joana Latino ultrapassou a dor com o apoio da mãe e com a ajuda de uma psiquiátrica. “Eu tive essa sorte de falar com a minha tia, que é uma profissional da saúde mental, e que me explicou tão somente que tudo o que eu estava a sentir era normal e que eu tinha direito a isso… à raiva, à incompreensão…à negação, tudo e isso foi fundamental”, rematou.

Veja o momento aqui no minuto 13’40

Leia também: Covid-19. Nova Zelândia, onde já se fazem festivais. Portugal, um dos piores da pandemia

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News