fbpx
SIC

Gabriela Sobral: «A SIC tem um público mais exigente»

Gabriela Sobral Gabriela Sobral: «A Sic Tem Um Público Mais Exigente»

A SIC aproximou-se nos últimos meses na liderança em horário nobre, porém, com a entrada no verão, viu os seus números audiométricos descer para valores, às vezes, abaixo dos 20% como foi o caso de Rainha das Flores que até então estava separada do primeiro lugar por seis mil telespectadores.

Para Gabriela Sobral, a quebra nas audiências justifica-se pelo perfil dos telespectadores da SIC. «O canal tem um público que é diferente dos públicos dos outros canais. Tem um público mais exigente e não é o consumidor mais ativo no verão», explica a diretora de conteúdos e produção ao site A Televisão.

A direção da SIC espera agora que as audiências voltem a estar «mais estáveis» com a descida das temperaturas. «O verão é sempre uma altura menos propicia a estar sentada no sofá e a ver televisão», remata.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

4 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Desta vez concordarei com a Gabriela Sobral. O grau de exigência por parte dos telespectadores é muito maior comparado com a TVI devido às idades. A SIC está “virada” para um público mais jovem, e todos sabemos que é difícil impressionar estes públicos. Já a TVI, existe um público mais velho onde se inserem os idosos. Obviamente são poucos aqueles que mudam da TVI para outros canais.

  • E logo este ano em que o verão teima em prolongar-se… Deve também ser por causa do verão invulgarmente quente que a SIC nos brinda com interpretações tão refrescantes como as de José Fidalgo, Inês Castel-Branco e Jean-Pierre Martins na tão original (e igualmente refrescante) novela “Amor Louco”. Depois, claro, os mais velhos têm receio de constipar-se e não veem… Deve ser também por causa das correntes de ar que não elevam “Queridas Manhãs” e “Grande Tarde” a posições mais altas nos “tops” de audiências. Fico, porém, com uma curiosidade: será que quando exibiam “Coração d’Ouro”, várias vezes no primeiro lugar das preferências dos espetadores, as temperaturas baixavam? Ora aí está um “case study” para o Instituto do Mar e da Atmosfera…

ATV News

<>