fbpx
SIC

Emocionante. Rodrigo Guedes de Carvalho despede-se do amigo Filipe Duarte em direto

Rodrigo Guedes De Carvalho Homenagem Filipe Duarte Emocionante. Rodrigo Guedes De Carvalho Despede-Se Do Amigo Filipe Duarte Em Direto

Rodrigo Guedes de Carvalho terminou o Jornal da Noite desta sexta-feira, de uma forma diferente, prestando uma homenagem a Filipe Duarte, o ator que morreu hoje vítima de um enfarte do miocárdio.

“A morte de Filipe Duarte não tem nada a ver com a pandemia e, no entanto, tem porque veio, absolutamente inesperada, no momento em que o nosso desespero coletivo já vê uma luz ao fundo do túnel. Quando voltamos a fazer planos, pensamos num recomeço e é uma trágica ironia que o Filipe tenha caído num dia assim, com o sol, entre conversas sobre esperança”, começou por afirmar o jornalista.

“Ganhou o carinho de milhões de portugueses o Filipe e muito justamente. A mim, hoje, morreu-me um amigo e a tanta gente morreu hoje um enorme amigo. E o que ele era, como era com os outros, não há palavras que o descrevam ou caibam aqui”, complementou.

Tinha 46 anos e por isso, há muita raiva misturada com a dor. A partida do Filipe não tem nada a ver com o vírus, mas tem, como nos pediu Maria de Sousa no poema que aqui li esta semana “Carpe Diem” – aproveitai o dia, cada dia, sempre”, concluiu.

Recorde-se que Rodrigo Guedes de Carvalho era amigo de Filipe Duarte. O jornalista partilhou ainda, na sua página pessoal de Instagram, a imagem do ator projetada numa televisão, no estúdio de Paço de Arcos.

Ora veja:

View this post on Instagram

“A morte de Filipe Duarte não tem nada a ver com a Pandemia e no entanto, tem. Porque veio, absolutamente inesperada, no momento em que o nosso desespero coletivo já vê uma luz ao fundo do túnel. Quando voltamos a fazer planos, pensamos num recomeço e é uma trágica ironia que o Filipe tenha caído num dia assim, com o sol, entre conversas sobre esperança. Ganhou o carinho de milhões de portugueses o Filipe e muito justamente. A mim, hoje, morreu-me um amigo e a tanta gente morreu hoje um enorme amigo e o que ele era, como era com os outros, não há palavras que o descrevam, ou caibam aqui. Tinha 46 anos e por isso, há muita raiva misturada com a dor. A partida do Filipe não tem a ver com o vírus mas tem. Como nos pediu Maria de Sousa no poema que aqui li, esta semana, “carpe diem”, aproveitai o dia, cada dia, sempre.” Rodrigo Guedes de Carvalho

A post shared by SIC (@sicoficial) on

 

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>