fbpx
SIC

Diogo Filipe de ‘Hell’s Kitchen’ caiu em desgraça. Pai é que o ajudou

Diogo Hell'S Kitchen Sic
Diogo Filipe

Diogo Filipe é um dos protagonistas de ‘Hell’s Kitchen’. O cozinheiro emocionou o chef Ljubomir Stanisic e os espectadores com a sua história de vida.

A culinária surgiu por acaso na vida de Diogo Filipe, candidato de ‘Hell’s Kitchen’, que emocionou o chef Ljubomir Stanisic com a sua história de vida.

O cozinheiro do ‘Hell’s Kitchen‘ já passou por muito, tendo tentando a sorte em Inglaterra, onde não arranjou trabalho na área, ficando a varrer ruas. De regresso a Portugal, começou a escalada no mundo da cozinha, mas o consumo de estupefacientes o fez parar. hoje quer ter uma nova vida.

“Sempre foi um rapaz de forte personalidade, uma pessoa muito inteligente, com grandes capacidades em tudo o que se metia”, diz um amigo que o conhece bem à revista Tv Mais. A cozinha chegou entrou por acaso na sua vida. “Ele tirou o curso profissional através do centro de emprego. Nunca tinha pensado em seguir cozinha, mas depois foi estagiar para o Ritz e foi lá que ganhou o gosto, apaixonou-se mesmo“, acrescenta.

Após o término do estádio e sem oportunidades de trabalho em vista, rumou ao Reino Unido na companhia de um dos melhores amigos. “Eles foram os dois para Londres para a casa de uma tia desse amigo. Estiveram lá durante uns oito meses. Tentaram arranjar trabalho, mas não conseguiram nada, nem em restaurantes portugueses“, lembra um outro amigo de Diogo Filipe.

Mas o Diogo não baixou os braços e acabou por trabalhar a varrer ruas. Ainda o fez durante dois, três meses, mas depois decidiram os dois voltar para Portugal, porque se não conseguiam trabalhar lá, e não estavam bem, mais valia regressarem à base“, diz. Porém o processo de regresso foi complicado. “Eles mal tinham dinheiro para voltar. A família de cá é que os ajudava, para além dessa tia, que lhes dava comida e casa“, refere a mesma fonte.

Em Inglaterra “começaram a dar-se com más companhias, já eram também eles más influências, mas nunca fizeram nada de mal. E como não era aquela vida que estavam à procura, decidiram voltar.” De regresso a Portugal, surgiu uma nova esperança para os dois amigos. O concorrente de ‘Hell’s Kitchen’ conseguiu trabalho no Hotel Real Palácio, em Lisboa.

“Trabalhou diretamente com o chef Paulo Pinto, que o marcou muito e o levou para a equipa olímpica, da qual ele fez parte. Depois disso, ainda trabalhou noutros restaurantes de topo, ir! mas sempre disse que só ia descansar quando voltasse ao Ritz chef“, recorda o mesmo amigo. Todavia foi nesta fase, em que Diogo Filipe estava no auge da sua carreira como cozinheiro, que o seu mundo haveria de desmoronar mais uma vez. Quando decidiu refugiar-se nas drogas, tal como contou no programa da SIC, que coincidiu com o fim do seu casamento.

Foi uma má fase da vida dele. As horas passadas na cozinha são tantas que a relação em casa também se torna mais sensível, mais algumas discussões… foi um acumular de situações e ele também ficou mais sensível.

Diogo Filipe de ‘Hell’s Kitchen’ acabou por se despedir do local onde trabalhava e mergulhar no mundo das drogas. “Ele não era um toxicodependente como aquela imagem que as pessoas têm, daqueles que vemos na rua. Ele só consumiu cocaína, nunca se meteu em heroína, nada disso, nem nunca teve nenhuma overdose. Mas decidiu tratar-se“, conta este amigo de Diogo.

E o pai ajudou-o e conseguiu dar a volta por cima.

Leia também: Daniela de Hell’s Kitchen sofreu muito. Irmã conta todo o drama da concorrente

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>