SIC

Cristina Ferreira não se considera a “salvadora da pátria” na SIC

© SIC

Após ter tomado a decisão de se transferir da TVI para a SIC, a apresentadora, em entrevista à GQ Portugal do presente mês, aproveitou para comentar os seus novos desafios na estação de Carnaxide. Cristina Ferreira começa por destacar a receção que teve na estação fundada por Pinto Balsemão, sublinhando o sentimento dos responsáveis pelo canal: «Boa, temos aqui alguém que nos vem dar as mãos nesta fase para nós conseguirmos o que queremos».

Habituada a liderar pela TVI durante os mais de 15 anos em que colaborou com a estação integrada pela Prisa, a agora apresentadora do canal da Impresa afirma: «Não vou para lá para ser eu a ganhar, agora, eu posso ajudar».

Apesar de não se considerar «a salvadora da pátria», garante que a SIC, após ter «vivido uma fase explosiva» e de posteriormente se ter habituado a «perder todos os dias», «está farta disso», sendo este «o momento de viragem». «Este é o momento em que todos queremos fazer diferente», assegura.

«Posso ser a chave [para a mudança], mas eles [SIC] são o cadeado», frisa.

Cristina Ferreira. Saiba quando estreia o novo programa das manhãs

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close