SIC TVI

Cristina Ferreira admite que ainda não falou com Goucha desde a sua estreia

Depois de arrancar 12 anos de vitórias ao Você na TV, a apresentadora das novas manhãs da SIC esteve à conversa com o jornal Público sobre o novo desafio matinal, a mudança para a SIC e o que deixou para trás na TVI. No entanto, é a resposta sobre Manuel Luís Goucha que desperta mais curiosidade.

A nova apresentadora da SIC revelou que não falou, ainda, com o seu antigo colega das manhãs da TVI e confessa que tem dúvidas sobre quem deverá ligar a quem. O jornalista do Público perguntou, de forma frontal, à apresentadora se já tinha falado com Manuel Luís Goucha desde a estreia de dia 7. Cristina não foi de meias medidas e afirmou, em risos, que “Não, ainda não.”

A apresentadora acrescentou que não o fez por estar numa posição bastante difícil para gerir, não sabendo se no fim-de-semana lhe ligará. “Não sei. Porque eu estou na posição mais difícil: sou eu que estou a ganhar que vou ligar? Sempre disse que o que perder vai ficar triste nesta fase. É inevitável. Nós os dois estávamos habituados a ganhar juntos. Portanto, se eu perder, vou ficar tristíssima, como eu sei que o Manel só pode estar. Nenhum de nós quer perder”.

Consciente de que do outro lado haverá seguramente tristeza, e ainda não sabia a apresentadora quando falou com o Público que tinha liderado toda a semana, Cristina acredita que o telefone não deverá partir dela. “Não tenho de ser eu a dizer [faz o gesto do telefone com os dedos junto ao ouvido e uma careta tristonha] ‘Atão, ‘tás triste?’ Não é? Não sou eu que vou dizer isso…”, defende.

“O Manel é das pessoas mais importantes da minha vida para sempre. Ponto.”, é desta forma que a apresentadora tenta rematar o assunto sobre o antigo colega, reforçando ainda que há fases que têm que ser respeitadas “e esta é uma fase em que os dois precisamos deste silêncio de parte a parte.”

Apesar de não ter ainda falado com Goucha, já teve a oportunidade de falar com outras caras do seu antigo canal. “Já me ligaram algumas pessoas da TVI — não vou dizer quem. Acho que perceberam agora por que é que estou aqui. Para já, porque a SIC é a estação de televisão mais estável para eu poder pôr este projeto no ar, porque é a estação que me permite fazer este projeto da forma como eu o quero fazer e porque estamos todos muito felizes — e quando digo equipa é a SIC inteira — para, de alguma forma, mudar aqui o paradigma da televisão.”

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close