fbpx
SIC TVI

Cristina está feliz pela sua opção, mas não nega a pressão sentida por ir para a SIC

cristina ferreira 6

Um mês após a sua estreia na grelha da SIC, Cristina Ferreira esteve à conversa com Júlia Pinheiro, a sua madrinha televisiva.

Numa conversa sem rodeios, onde não houve tabus, as duas colegas de profissão destacaram a surpresa com que viram os primeiros resultados audiométricos.

Em jeito de desabafo, a apresentadora natural da Malveira revela que  “não esperámos que tanta gente quisesse entrar dentro de casa. Surpreenderam-nos desde o primeiro dia”.

Numa análise retrospectiva dos últimos 30 dias, Cristina conta que o tempo passou de forma bastante intensa, parecendo que passou “um ano”. “Às vezes acabamos a primeira parte [do programa] e estamos mortos. Nada é sereno. Mas é tão bom, porque foi tão sonhado…”, salienta.

Consciente da novidade que trouxe à grelha da SIC, mesmo depois de tentar implementar essa mesma novidade na TVI, Cristina garante que “era o que eu queria fazer em televisão e o que eu achava que encaixava comigo”. A comunicadora reconhece que no programa das manhãs da TVI já não tinha muito espaço para evoluir.

Em tom de brincadeira, Júlia recordou que muitas foram as derrotas dos seus programas matinais quando Cristina Ferreira estava no ar com Manuel Luís Goucha. “Ganhavas-me todas as manhãs”, realçou Júlia.

Pragmática, a nova apresentadora da SIC sublinhou que “Eu e o Manel nunca te combatemos.Como eu agora também não combato o Manel. De todo!”.

Cansada, mas simultaneamente entusiasmada pelo que construiu, Cristina revela que tem dormido muito pouco e sublinha que cada vez mais tem a certeza de que a sua opção pela SIC foi a correta.

A ex-companheira de Goucha aproveitou para falar sobre a pressão a que foi sujeita logo após o anúncio da sua saída do canal de Queluz. “Ao longo dos meses, li de tudo, de bom e de mau. Chorei muito algumas vezes. Chorei muito quando contei ao Manuel [Luís Goucha] e ao [Pedro] Teixeira. Depois, comecei a gerir as emoções. Em setembro, já ligava ao Daniel [Oliveira] a pedir para ir trabalhar. A espera foi o pior”, rematou.

Cristina Ferreira contou também que foi bastante complicado para ela contar à sua mãe que iria mudar para a SIC. “Ela tem uma paixão imensa pelo Manel e pelo que eu fazia. A minha mãe negou [a saída da TVI] até eu me estrear [na SIC]. Achava que eu não tinha feito uma boa opção. O meu pai não, mas ela tinha saudades do que tinha visto durante tantos anos”, disse.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Cardoso
Carlos Cardoso
1 ano atrás

A TVI tem um defeito: Não inova, apenas copia os outros por isso não investiu na ideia da Cristina

ATV News