fbpx
Famosos SIC TVI

Cláudio Ramos não gostou de trabalhar com Joana Latino: “Achei um horror”

Claudio Ramos Joana Latino-1
Instagram

Cláudio Ramos esteve no programa ‘À Cara Podre’ da RFM e fez algumas revelações surpreendentes.

O apresentador revelou que não gostou de estar no projeto ‘Noites Marcianas’. À pergunta “quem foi o teu pior colega de trabalho?”, Cláudio Ramos não teve medo de responder.

“Todos os que fizeram as ‘Noites Marcianas’, os marcianos. Foram péssimos, à exceção do Jorge Mourato e da Susana Cacela, que eram uns amores. Todos foram péssimos para mim. Foram muito maus colegas, receberam-me muito mal”, começou por referir.

O comunicador revelou, no entanto, que com o passar do tempo, as coisas evoluíram, mas que, ainda assim, foi um período difícil: “Eles eram um grupo e eu era um miúdo novo que chegava. Não foram bons colegas”.

Cláudio Ramos referiu também que a relação com Joana Latino não era boa: “Odiei trabalhar com a Joana Latino. Achei um horror, os nossos feitios não casavam”, começou por salientar.

“No ‘Passadeira’, criámos um ambiente muito bom. Eu, a Ana, a Luísa e a Liliana éramos uma espécie de irmãos. Éramos um grupo. Depois entrou a Maria [Botelho Moniz], que foi muito bem recebida e gostávamos muito de trabalhar com ela. Depois, quando entra a Joana… Eu, pessoalmente, não me identifiquei com ela, com a maneira de trabalhar dela. Respeitei sempre o espaço dela, ela respeitou sempre o meu, mas não amava trabalhar com ela”, complementou.

Leia também: Big Brother 2020: Pedro recorda atração de Soraia e de… Hélder!

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News