SIC

Cláudia Vieira quer evitar o parto prematuro e adotou novos cuidados para a gravidez

Instagram

A cerca de dois meses de dar à luz pela segunda vez, a atriz não quer arriscar nada que possa colocar em causa não só a sua saúde, como também a da bebé, Caetana.

Cláudia Vieira ainda tem na memória o parto prematuro de Maria, a primeira filha, fruto da relação já terminada com Pedro Teixeira. A menina nasceu às 35 semanas de gestação e a atriz sabe bem aquilo que pode e não pode fazer para evitar semelhante situação.

Em entrevista à revista Mariana, explicou que, por indicação médica, terá de repousar e aludiu ainda para o facto de não poder viajar de avião, já que o nascimento de Maria, antes do tempo, ter-se-á devido a isso. “Naquela altura viajei de avião. Queria fugir daqui, apanhar sol. Desta vez não repeti o mesmo, apesar de me apetecer, porque seria um pouco parvo, tendo em conta este antecedente”, explicou.

A ida ao ginásio, que tanto gosta, também está condicionada neste momento. “Deixei de correr na passadeira, não faço abdominais”. E as sestas também têm sido evitadas, já que os sonhos começam a não ser muito bons. “Começo a ter aqueles sonhos maus com o parto e a bebé”. Algo que, ainda assim, Cláudia Vieira considera ser “normal”.

A segunda filha da atriz de 41 anos é fruto da relação com João Alves.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita.Apple Store Download Google Play Download

ATV News