fbpx
SIC Famosos

Cérebro de Maria João Abreu não respondeu. Médicos seguiram protocolo

Maria João Abreu, Sic
Instagram

País chora a morte de Maria João Abreu. Ontem, familiares da atriz viveram horas de desespero e lágrimas, no Hospital Garcia de Orta, em Almada.

A equipa médica começou a reduzir a medicação que induzia o coma e o cérebro de Maria João Abreu não respondeu. Família encontrava-se reunida à porta do Hospital Garcia de Orta, quando se confirmou o pior.

No fim da manhã de ontem, familiares da atriz viveram horas de desespero e lágrimas, quando os médicos lhes comunicaram que nada mais havia a fazer por Maria João Abreu, que lutava pela vida desde o passado dia 30 de abril, após sofrer dois aneurismas. A noite anterior já tinha sido passada em sobressalto, com a equipa médica que acompanhava a artista a preparar a família para o pior, depois de a atriz não apresentar nenhuma relação cerebral quando lhe foi reduzida a medicação que induzia o coma.

O marido, João Soares, os dois filhos, Miguel e Ricardo, a mãe Cândida, e o ex-marido, José Raposo mantinham uma esperança na recuperação da atriz. “Ontem [quarta-feira] os médicos reuniram-se de emergência para falar da situação porque alguns órgãos deixaram de funcionar e o cérebro não respondia“, revelou uma fonte próxima da família ao Correio da Manhã, acrescentando que nessa altura os profissionais de saúde já sabiam que Maria João Abreu estava em morte cerebral.

Os médicos seguiram o protocolo e efetuaram os exames necessários para confirmar o pior, o óbito acabou por ser declarado ontem de manhã. Aquando da notícia da morte da atriz, a mãe de Maria João foi amparada por um profissional da unidade hospitalar, enquanto chorava. José Raposo também mostrava um rosto de desespero.

Um amigo da atriz revela à TV 7 Dias, que o estado da atriz nunca revelou melhoras desde que foi internada no Hospital Garcia de Orta, em Almada. “O caso da João foi de extrema gravidade. Tudo o que podia correr bem, correu mal (…) Ligaram-me para dizer que não acreditasse nas notícias de que ela estava a reagir bem, porque ela estava mesmo mal e o cenário era pouco animador”, disse.

Recorde-se que Maria João Abreu encontrava-se internada depois de se ter sentido mal nas gravações da novela ‘A Serra’, da SIC, após sofrer um aneurisma. Dois dias depois seguiu-se um AVC hemorrágico, que acabou por causar grandes complicações no estado geral da atriz.

Com quase 40 anos de carreira, Maria João Abreu deixou o País em choque com a sua partida. As cerimónias fúnebres estão marcadas para amanhã, a partir das 11h, na Igreja de São João de Deus, em Lisboa. Às 17h terá lugar uma missa e o corpo parte às 18h para o Crematório do Alto de São João.

Leia também: Sara Barradas alvo de fúria após morte de Maria João Abreu

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News