SIC

Bruno Nogueira: “A minha prioridade está nas miúdas e em casa”

Instagram

Bruno Nogueira marcou presença este sábado no ‘Alta Definição’. O comediante que se prepara para atuar no Altice Arena no dia 14 de fevereiro falou com Daniel Oliveira sobre a sua carreira, a família e a infância. 

O humorista abriu o coração durante a entrevista do programa da SIC, revelando que é um “pai galinha”. “A minha prioridade está nas miúdas e em casa. Sendo essa a prioridade tem vantagens e desvantagens. As vantagens é que não tarda nada levantam voo, vão à vida e tu ficas sem prioridades, a vantagem é que é a melhor coisa que pode existir“, disse.

Bruno Nogueira assegurou que o melhor que pode deixar às suas filhas são as “memórias”. “Criares memórias naquelas crianças que elas possam transportar com elas e a educação porque vai-lhe servir para a vida toda. Na educação está incluída o gosto musical, gosto pelas coisas simples”, sublinhou.

O comediante revelou também que quando era mais novo queria ser jornalista ou advogado. No entanto, aos 18 anos percebeu que esse não era o seu caminho. “Disse aos meus pais que gostava de ser ator. A minha mãe ficou muito preocupada, o meu pai foi quem reagiu menos bem, percebo hoje em dia porque nada faria prever. Um tipo tímido que não fala nada, não há nada que aponte para esse lado e, de repente, dizes que queres se ator… Porquê?”, confessou.

Já sobre os tempos de infância, Bruno confessou que também nunca deu trabalho aos pais. “Posso ter sido um bocado mimado, fruto mais da minha mãe que é muito boa a fazer isso, e porque fui um filho muito desejado pela minha irmã”, acrescentou. 

O humorista assumiu que, durante os tempos de escola, sofreu de bullying devido à sua altura e magreza. “Havia malta que gozava, sim… Não parece, mas eu estou mais gordo, mas na altura era muito magro, mesmo. Portanto, as minhas pernas não há uma descrição. Está para ser explicado como é que o meu corpo conseguia estar suportado em duas canas da Índia. […] As pessoas não acreditam, mas eu farto-me de comer só que tenho um metabolismo muito acelerado”.

Bruno Nogueira destacou, ainda, a sua participação no programa ‘Último a Sair’ da RTP que lhe conferiu algum estatuto. “É capaz de ter sido dos momentos mais felizes da minha vida profissional. Apesar de haver pessoas que não entenderam logo ao principio o conceito, não percebiam o limite entre a verdade e a ficção, mesmo quem fazia, os protagonistas”, afirmou.

“Foi uma época muito feliz de escrita e de representação e porque nós estávamos, de facto, todos os dias naquela casa. Nós vivemos um bocadinho dentro de um reality show”, rematou.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News