fbpx
SIC

Bronca no ‘Hell’s Kitchen: Discussão e gritaria obriga produção a intervir

Hell'S Kitchen, Cândida, Diogo

Cândida e Diogo protagonizaram uma acesa troca de palavras que obrigou a produção de ‘Hell’s Kitchen’ a intervir.

Os ânimos exaltaram-se entre Cândida e Diogo, e a produção de ‘Hell’s Kitchen’, teve de intervir na forte discussão entre os dois concorrentes.

Não foi só entre o chef Ljubomir Stanisic e os concorrentes de ‘Hell’s Kitchen’ que o ambiente azedou. Fora da cozinha do inferno, os participantes do formato da SIC viveram debaixo do mesmo teto durante um mês e meio e chegaram a haver conflitos durante o convívio na mesma casa. Um deles, segundo apurou a Tv Mais junto de várias fontes, opôs Cândida a Diogo.

“Eles não se deram bem desde o primeiro minuto. A Cândida é uma mulher vistosa, que andava lá pela casa de calções e T-shirt, mesmo estando muito frio na casa. E os rapazes comentavam isso, mas o Diogo sempre foi daqueles que não lhe deu muita confiança e ela não gostou disso”, conta fonte ligada à produção.

Logo após o primeiro de gravações, o ambiente azedou entre os dois. “Naquele primeiro almoço de apresentação, em que o chef lhes serviu o prato de raia, houve logo ali um frissom. A Cândida comentou que achava os rapazes todos desinteressantes não só fisicamente como também a nível de conversa. Isso gerou logo revolta em toda a gente”, acrescenta a mesma fonte.

Já de regresso a casa, a brasileira terá tentado falado com o colega do Barreiro e a discussão surgiu. “O Diogo não poupou nas palavras e disse-lhe que não tinha gostado daquele comentário dela. A Cândida começou a chamar as atenções para si, a fazer-se de vítima”, diz a mesma fonte. O tom da conversa subiu de tal formato que os elementos da produção de ‘Hell’s Kitchen’ que viviam com o grupo tiveram mesmo de intervir.

Questionada pela publicação, Cândida confirma que houve discussão com Diogo. “Quando alguém passa dos limites, se recusando a encerrar uma conversa e membros da produção precisam de intervir, obviamente que se trata de quem não respeita minimamente os outros”, defende-se, acrescentando: “Interferiram na conversa, perguntando se estava tudo bem, eu disse que não. Pediram para ele encerrar, ele insistiu. Mesmo eu tendo dito, repetidamente, que não queria discutir os pontos de vista dele e ele tendo sido instruído a parar”.

Segundo a chef, a produção terá sido “treinada/recomendada a interferir em certas situações para evitar que escale a algo mais grave e manter o ambiente confortável para todos”. Cândida afirma que não é pessoa de “perder tempo com drama”. “Assim que percebo em cer-tas pessoas essa tendência, mantenho a distância.”

Por causa do contrato, o concorrente do Barreiro não pode contar a sua versão. Certo é que a permanência de Cândida no programa não foi fácil. Desde o início de ‘Hell’s Kitchen‘, são já vários concorrentes mostraram que não mantinham uma boa relação com a brasileira, como foi o caso de Jennifer, que se queixou do comportamento da colega durante uma prova.

Sobre isso, Cândida afirma: “A Jennifer queixou-se de mim. A impressão que ela ou qualquer outra pessoa tem sobre mim ou o porquê de não gostar de mim, não é um problema meu. Aliás, li no Twitter que parece ser aquele típico caso de ‘vamos só não gostar dela porque sim’. Não faço nada para mudar isso. Quando uma pessoa cria uma expectativa sobre outra e se convence de que isso é verdade absoluta, obviamente que não é alguém muito inteligente”.

Segundo uma fonte ligada ao programa, a concorrente manteve sempre uma postura provocatória em ‘Hell’s Kitchen‘. “A Cândida é uma candidata polémica e uma pessoa de certa forma conflituosa. Ela não se dava bem com ninguém, e só o Diogo lhe fez frente, mas — atenção! — nunca lhe faltou ao respeito. Os outros tentaram sempre não lhe dar grande troco às provocações”.

Leia também: Ânimos exaltados no Hell’s Kitchen! Rafaela ‘passa-se’ com Cândida

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

4 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Nada novo, portugueses sendo extremamente xenofóbicos com brasileiros, esse programa não merece ela, muito menos essas fontes ligadas ao programa e esses participantes portugueses preconceituosos e nojentos. Espero que a a brasileira (no tom mais orgulhoso e elogioso possível) ganhe esse programa!

  • Que reportagem machista e xenofóbica. Espero que a participante ganhe e processe quem publicou a reportagem e inventou essas falácias. Ela ficará rica com a indenização!

  • Pois é costuma acontecer a quem é conflituoso e lá por ser mulher porque não as há de ouvir? Se é conflituosa que se prepare para ouvi-las também. Em relação à xenofobia só encontro isso nos comentários a baixo, o que que tem em ser brasileira? Tomates teve o único homem com coragem de lhe por travão!

  • A perseguição com a brasileira foi claro, inclusive pelo próprio time. Uma grande vergonha, pois é clara a xenofobia ali. percebo em imensos momentos falta de respeito com o chef, também imigrante. A Cândida não fingiu sotaques, assumiu a personalidade e a sua origem e dau grande troco às provocações dos colegas. Causou grande impacto ao programa.

ATV News