fbpx
Séries

«Glee»: Destino de «Finn» já está decidido

Glee Wallpapers Season 3 1680X1050 001 «Glee»: Destino De «Finn» Já Está Decidido

Glee-Wallpapers-Season-3-1680X1050-001

Ryan Murphy falou, pela primeira vez após a morte de Cory Monteith, à empresa e revelou, numa entrevista à TVLine o que está para vir em Glee, o futuro da personagem de Cory, a permanência de Lea Michele na série e muito mais.

«São águas desconhecidas para mim», disse o escritor quando questionado acerca do atraso de uma semana da estreia da quinta temporada. «Nós tínhamos várias opções. Podíamos atrasar as gravações até Novembro ou até Janeiro. Mas o que decidimos para o elenco e para a equipa foi começar a gravar algo que já tínhamos escrito. Já tínhamos os dois episódios tributo aos Beattles em maio e já trabalhávamos neles há quatro anos. Decidimos que seria o melhor para todos voltara estarem juntos, a trabalharem e terem apoio no set durante duas semanas, que é o que vamos fazer. Nenhuma das decisões foi tomada sem consultar a Lea».

Ryan Murphy revelou que ele e o Produtor Executivo Brad Falchuk perguntaram à Lea o que ela achava que deviam fazer: «Demos-lhe todas as opções possíveis. Ela foi inflexivel em achar que o melhor para o elenco e para a equipa de produção era estarem juntos mais cedo do que mais tarde. O Cory era tão amado que  ela achou que as pessoas necessitavam realmente de estarem juntas nesta tempo.»

«Não vamos [justificar a ausência do Finn nos dois primeiros episódios]. Era suposto entrarmos na Fall Season com quatro episódios e isso já não vai acontecer. O que vamos fazer é transmitir dois episódios e agora estamos a escrever o terceiro capítulo que lida com a morte do Finn, o que é um episódio muito difícil de escrever. Tem de ser escrito com muito cuidado para termos a certeza que é um tributo ao Cory. Depois quem sabe? Talvez vamos esperar para gravar esse episódio. Queremos ver como toda a gente se sente.»

Ryan avançou que após escrever o episódio dedicado ao Cory todos os escritores vão fazer uma pausa para poderem redifinir a temporada e para poderem continuar a apoiar o elenco e a equipa em honra do Cory. Justificou ainda a razão pela qual o episódio tributo ao Cory não é o início da temporada: «Era impossível começar a temporada com esse episódio. Não temos tempo para o preparar.»

«Sim [a Lea vai estar nos dois primeiros episódios]. Ela quer estar com as pessoas. A família Glee é a sua família. Ela quer estar com o elenco e com a equipa de produção».

Devido ao atraso na estreia, a quinta temporada de Glee vai começar a 26 de setembro.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • Já me estou a preparar para a choradeira que aí vem quando o episódio 3 der. Embora eu não goste muito da ideia de ver a Lea a reviver na série o que está a viver neste momento na vida real, matar o Finn acaba por ser o que faz mais sentido, pois fecham completamente as portas para um possível regresso que, todos nós sabemos, nunca irá acontecer. Se o mandassem embora para, por exemplo, a Sibéria para nunca mais voltar, os shippers de Finchel iriam sentir-se traídos pois desde o principio da série que se sabe que o Finn e a Rachel são endgame, pertencem um com outro para todo o sempre. Assim matando-o, sofremos tudo logo de uma vez e escusamos de nos agarrar a falsas esperanças.
    E a Lea Michele sempre é uma grande Mulher. A passar por tudo o que está a passar, podia pedir um tempo para se recompor e preparar, mas não, prefere pôr as necessidades das outras pessoas à frente das delas pois sabe que há muita gente a trabalhar na série que dependem do ordenado que ganham para poderem pagar as suas contas e sustentar as suas famílias. Aplaudo de pé a força e a coragem e o altruísmo desta Mulher. Desde que comecei a ver o Glee há 3 anos, quando cá estreou, que a Lea para mim é um ídolo, um exemplo a seguir, e isto só me faz gostar ainda mais dela.

ATV News

<>