fbpx
Flash Interview Rubricas

«Flash Interview» com Marisa Liz

Marisa Liz «Flash Interview» Com Marisa Liz

Já estreou a nova rubrica do site A Televisão. Se estreia em televisão, então os seus protagonistas estarão em Flash Interview para falar das suas expectativas e ambições. Marisa Liz, a nossa terceira convidada, regressa à RTP este domingo com a estreia da quarta edição do The Voice Portugal.

Marisa, é este ano que vai ganhar o talent show? 

Eu espero que este ano possa ter a oportunidade de partilhar esse momento com alguém da minha equipa. É gratificante quando chegas ao fim e um elemento da tua equipa com quem criaste uma forte relação e onde houve muito trabalho, tem a felicidade de ser vencedor.

É mais importante ganhar o concurso ou ajudar os concorrentes a construir um caminho no mundo da música? 

Mais importante do que chegar a algum lado é como chegar lá. Há pessoas que até chegam a alcançar o sucesso de uma forma imediata e deixa de fazer um bocadinho de sentido porque o caminho não foi profundo, pensado ou sentido. No The Voice, obviamente, é importante ganhar para as pessoas sentirem que, no meio de tanta gente, foram aqueles que estiveram melhores. Mais do que ganhar é percorrer esse caminho, olhar para trás e teres orgulho nas prestações que fizeste, nas músicas que tu escolhestes e naquilo que tu fizeste em palco.

No seu Flash Interview, Mickael Carreira disse que era a jurada que mais luta dava nas provas cegas. Concorda?

Eu não sou nada temida [risos]. Eu acho que é pacífico para mim porque eles não dão luta nenhuma [risos]. Obviamente, qualquer um dos três tem o seu estilo e a sua carreira. Tu tentas ao máximo convencer os concorrentes a irem para a tua equipa, mas nem sempre essa pessoa quer a ti.

Podemos esperar muitas mais picardias entre os jurados nesta nova edição? 

Há sempre rivalidades entre nós [jurados] mas é saudável. Nós divertimos-nos imenso em picar-nos uns aos outros, mas isso nunca se tornou algo capaz de afectar a nossa relação de amizade. Estamos ali como colegas e depois é que estamos numa de competição. Mantemos sempre a nossa amizade em primeiro lugar.

Na anterior temporada, os portugueses atribuíram desde muito cedo a vitória a Deolinda Kinzimba que, meses mais tarde, acabaria por ganhar o concurso. Já foram encontradas muitas Deolindas nesta quarta edição?

Acho que nenhum concorrente se pode comparar em temporada nenhuma. Cada pessoa é uma pessoa e cada cantor é um cantor. O que tentamos fazer enquanto mentores é tentar que a personalidade deles sobressaia e que a voz deles também.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News