fbpx
Falar Televisão

Tempo para o sucesso

Chegou ontem à TVI a nova novela da hora de almoço. «Nova» é como quem diz, porque trata-se de mais uma repetição a suceder a já reposição de «Ilha dos Amores». Outra coisa não seria de esperar, isto se a estação quiser apostar em ficção naquele horário: como só exibem produtos da casa e jamais irão produzir uma novela para a transmitirem às 14:00, só lhes resta repetir ficção antiga. E sempre fica mais barato!

Depois de «Ilha dos Amores», a novela que José Fragoso escolheu para ocupar o horário após o «Jornal da Uma» (colocando uma oferta semelhante à da concorrência!) foi «Tempo de Viver». Curiosamente, quando as novelas foram exibidas originalmente, «Ilha dos Amores» chegou à TVI para ocupar o lugar deixado vago por «Tempo de Viver», a novela que estava então a terminar.

Acerca desta escolha, considero-a boa. Mas esperava que repetissem o sucesso «Ninguém Como Tu», por ser mais antiga. Têm intenção de a repetir? Quando? Quando parecer demasiado antiga?! Já para não falar que foi a novela mais marcante do autor, teve um percurso ascendente, marcou o público. Bem mais que «Tempo de Viver», que não teve tanto fulgor audiométrico (apesar de ter feito bem mais que as novelas posteriores de Rui Vilhena, «Olhos nos Olhos» e «Sedução»)… Sem esquecer que o público, por essa internet fora, mostra sempre vontade de rever «Ninguém Como Tu»!

«Tempo de Viver» teve uma escassa promoção. A sua (re)estreia passou quase despercebida! Confesso que esperava que a mesma ocorresse a 2 de julho, tal como se comentava na internet. Mas acabei por ser surpreendido ontem, com a chegada da novela. Mais uma vez, José Fragoso veio a repetir o velho (e mau) hábito que tinha quando estava na RTP1. Tudo bem que o horário tem pouca visibilidade, tudo bem que tem o seu público definido, tudo bem que as pessoas que vêem «Ilha dos Amores», por arrasto (ou por surpresa!), verão «Tempo de Viver»; mas uma melhor promoção, com mais alguns dias, poderia contribuir para que a novela fizesse um melhor resultado.

Mas da audiência é que a TVI não se pode queixar! «Ilha dos Amores», quando veio para o horário, teve um início atribulado e mesmo o seu percurso não foi fácil. «Tempo de Viver», por seu lado, estreou às 14:00 na liderança. Depois da SIC ter perdido a liderança após o fim da exibição de «Alma Gémea» (em que se lembraram de repetir, no horário, novelas portuguesas!) e da RTP1 não ter recuperado em definitivo a liderança (mesmo com a GfK a medir as audiências, a RTP1 liderou muitas vezes com as suas novelas, mas de há uns tempos para cá, não se tem aguentado), chegou a vez da TVI reinar ao início da tarde com a ficção. Pelo menos é esse o cenário, tendo em conta a estreia de «Tempo de Viver» e o fim de «Ilha dos Amores». Resta saber se a novela de Rui Vilhena se vai aguentar após o fim de «Ilha dos Amores», mas creio que sim. A mudança de público à hora de almoço nesta época do ano, a par de ser uma novela mais apelativa que as da concorrência, contribuirão para o seu percurso positivo (pelo menos até setembro, quando voltar a mudar o público do horário). Este é o meu palpite! A menos que a novela substituta d’ «O Direito de Nascer», que está a terminar na RTP1, venha trocar as voltas e seja mais atrativa para o público feminino e idoso…

«Tempo de Viver» mostrou ser uma aposta acertada. Começou com o pé direito. Ofuscou a concorrência com os seus 24,8% de share. É verdade que não é um valor alto, que não são os mais de 30% de share que a concorrência fazia no horário com as suas novelas, mas foi o suficiente para deixar a RTP1 e a SIC para trás. E tendo em conta os baixos valores que os canais de sinal aberto fazem naquele horário, foi positivo. Agora os tempos são outros… agora é tempo para o sucesso!

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>