fbpx
Falar Televisão

Quem somos afinal, Portugal?

Recentemente, num modesto convívio com pessoal amigo numa das esplanadas da zona onde habito, veio à tona falar de televisão. O plasma que maioritariamente tinha a função de entretém aos clientes do bar, transmitia, naquele exato momento, o programa «Somos Portugal» na TVI. As opiniões e críticas fizeram-se sentir e achei oportuno trazer o debate até aqui, expressando a minha opinião, por mais que chovam críticas sobre a presente crítica que aqui exponho.

O slogan da estação de Queluz de Baixo já é reconhecido pela quase totalidade dos portugueses: “Juntos criamos o futuro”. Um slogan forte que o canal procura atingir com a sua programação. Chegar perto dos espectadores é um lema que pretende alcançar, afirmando assim a sua marca no mercado televisivo. Surge então, desta forma, o programa «Somos Portugal» com o intuito de percorrer o país de norte a sul com os rostos que dão vida à estação. “Até aqui, tudo bem”, como se diz na gíria dos nossos tempos. Mas o funcionamento e a essência de programas deste tipo já cansa.

São grandes os pretextos para as emissões em direto, as temáticas divergem e os rostos intercalam-se. Seja o Carnaval, seja o Verão, o chocolate, o futebol, o açúcar… tudo é motivo para festejar e animar o público que acompanha o programa. A base de programação é a mesma, só muda o cenário, os rostos e claro, o tema. De resto, em todos os programas, as tardes inteiras são recheadas de músicas populares que já “enjoam” grande parte do público, essencialmente a faixa etária jovem.

Apesar de ser um programa de sucesso comparativamente aos resultados audiométricos da concorrência, as quatro horas apresentam-se como conteúdo indigente, protagonizados por um trio de apresentadores variável. Porém, quando em “conversas de café” chega aos ouvidos o nome do programa que ocupa as tardes de Domingo, não são só as “pimbalhadas” que se fazem ouvir de forma negativa. Nuno Eiró também é alvo de crítica: as suas brincadeiras são para muitos “algo sem graça” e por vezes as suas intervenções são consideradas “indecentes”. O que é certo é que entretém, mas se analisarmos em concreto as opiniões a que o apresentador é alvo podemos considerar algumas nitidamente excessivas em que “mais valia estar calado”.

A cultura e o entretenimento são aspetos que a televisão deve ter em conta. Defendo a sua existência e a sua importância na programação generalista, mas não seria rentável ir ao encontro dos portugueses de outra forma? Questiono-me acerca do título do programa que me faz interrogar em que país estou. Será que Portugal é isto mesmo? Um espelho da música pimba e dos programas inerentes à divulgação do que é realmente a nossa cultura ? Quem somos afinal, Portugal?

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

16 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Acho que foi uma boa ideia, quando começaram, já lá vai um ano! Agora já se torna cansativo. Eu pelo menos deixei de ver a TVI nos domingos/feriados à tarde.
    Agora ou vejo os filmes que passam na SIC, ou entretenho-me com a séries da FOX!

    • Ao menos a FOX, embora muito repetitiva na programação semanal, tem história e interesse! Embora seja só puro entretenimento!

      Ah… algo que gosto devido á critica que se faz á sociedade…
      Family Guy! Congratilations! You’re the BEST!

  • Infelizmente a sociedade está presa ao sensacionalismo! E a TVI mostra bem essa radiografia! Desde á 10 anos para cá o número de traições, mortes, esquemas, ciumes e outros “podres” da sociedade que são dramatizados nas novelas têm relevado o que os portugueses querem ver…algo chocante!
    Hoje mandam todo o tipo de trampa para a televisão e, tal como os porcos, comemos de tudo sem distinguir o que é útil, de valor e benéfico com aquilo que “normaliza” o que não presta!

    Obrigado Sandro por mostrares a queda abismal de valores na nossa comunicação social!

  • LOOOOOOOOOOOOOOOOL Se Portugal não fosse este Portugal, o programa não tinha o sucesso que tinha e a aderência que tem em todos os locais onde vai (diga-se de passagem que o sitio onde eles estão enche sempre) para não falar das audiências e ressalvo ainda na GfK… talvez possamos admitir que não somos assim… mas parece que as pessoas então concordam que sejamos assim.. fica a reflexão… Para mim a única critica que faço ao programa é mesmo a escolha da música porque de resto as reportagens e ainda (quando a festa o justifica) a transmissão das procissões são algo muito positivo no programa! Portanto….

  • Em relação ao Nuno Eiró, concordo…
    De resto, se não gostam do programa, mudem de canal… Crl, n venham para aqui fazer escandalos!

  • As pimbalhadas (termo adequado) são realmente motivo de enfartamento da TVI….
    Concordo com a tua interrogação final… É triste ter um programa chamado “somos portugal” que só apresenta conversas sem conteúdo e palhaçadas -.-
    Deveria haver outro tipo de divulgação da nossa música. Dos nossos valores, dos nossos costumes…
    Quanto ao eiró.. não há comentários mesmo..

    Amei este falar tv! vou divulgar 🙂

  • Pessoalmente raramente vejo televisão à tarde. Em todo o caso parece que Portugal é isto que se descreve e muito mais também. De lembrar que as televisões vivem e trabalham de acordo com os gostos dos espetadores, ou seja, as musicas e os artistas escolhidos são acarinhados pelo publico, os mais novos não gostam, não assistem, têm outras coisas melhores para fazer…. O que parece importante de realçar é que esta é uma boa forma para mostrar aos Portugueses o que há em Portugal, pois nem todos têm possibilidades de passear pelo país a conhecer sitios e gastronomia Portuguesa…como é o meu caso, que nem me considero velha. Que já é demais para a programação?! Não sei… os públicos existem…

  • Vale mais este tipo de produto mesmo com música que muitos consideram pimba do que os filmes estrangeiros da SIC. Quem está em casa ao domingo à tarde é a população de uma faixa etária mais elevada e que prefere este tipo de programas do que os filmes. A malta jovem decerto anda pelas esplanadas, praias e centros comerciais…portanto a aposta é mais que acertada. Devem continuar. Também não sei quem tem paciência para ver uma seca de filmes durante uma tarde inteira. Para além disso é preferível ver programas em direto, e em português, do que ficção estrangeira ao domingo. Façam um favor…deixem de ser preconceituosos e valorizem as nossas coisas! Parece-me que há por aqui muita inveja do sucesso dos outros!!! E tudo o que for para rebaixar a TVI, este site dá uma achega!!! Que tristeza!!!

    • mas vocês estão parvos ou que? … Aserio não entendo… eu sou fã da TVI mas não é por que chego ao ponto de elogiar apenas o trabalho da estação.
      Caramba… vocês não são fanáticos. vocês são doentes pela TVI. E que tal olharem para as coisas como elas são e aceitarem críticas diferentes aos programas que veêm? Agora toda a gente tem que gostar da mesma coisa? A TVI é perfeita? A SIC é perfeita? A RTP é perfeita? -.-‘

  • Mas o povo gosta…e isso é que interessa. Quem não goste que veja os filmezinhos da treta. Afinal não passam de ficção. Lembram-se??? Não são só as novelas que são fição!!! E é bem melhor ver programas portugueses do que filmes estrangeiros. Afinal sempre aprendem alguma coisa sobre Portugal pois há muitas pessoas que nem sequer sabem onde ficam a maior parte das localidades. A que distrito pertencem, que são sede de concelho, de freguesia, etc…pelo menos é mais instrutivo do que fição. Não sejam ignorantes pois quem vai às festas populares das aldeias no verão, é esse o tipo de música que lá toca. A malta mais nova é que pode não gostar mas esses também não estão a maior parte das vezes em casa ao fim de semana. Portanto, se não gostam do que é português…não têm outro remédio. Emigrem….

  • responsaveis pela programaçao da TVI chega de tanta publicidade pelo amor de Deus!!!!
    vamos fazer uma programaçao pro publico e nao so visando lucro e esquecendo o alvo.15 minutos de publicidade e um absurdo e uma falta de respeito com os telespectadores.

ATV News