fbpx
Falar Televisão

Quase, quase KO

Falar Televisão

Falar Televisão

Ao final de duas semanas, OK KO foi relegado para fora do horário nobre, como o A Televisão avançou. Com as audiências a falarem mais alto, a direção da TVI não teve como manter o formato conduzido por Vera Fernandes e João Paulo Rodrigues no duelo com Dancin’ Days. Ora vejamos o que poderá estar na origem do insucesso do formato. De notar que «insucesso» será sempre uma força de expressão, já que afinal de contas é mais de um milhão o número de espectadores que acompanham o formato.

Mas por que OK KO não funcionou tão bem como Salve-se Quem Puder (SIC), por exemplo? Eu adiantaria duas razões: (1) o público da TVI não gosta destes formatos e muda de canal, quer ver novelas e será difícil mudar um hábito há tantos anos enraizado em Portugal; (2) o formato é efetivamente mau. Ora comparemos o OK KO com o antigo formato da SIC. Apesar daquele não ser especialmente inteligente, a verdade é que os jogos tinham um objetivo que não era, necessariamente, parvo, como acontece na aposta da TVI. Desde quando é engraçado ver três pessoas adultas a serem confrontadas com contas como «10+6-6» e irem parar à piscina? Não acho divertido, por acaso. E aquela mão? É ridícula. Os jogos são ridículos, a verdade é essa, e portanto, por mais esforço que seja feito por parte dos apresentadores, que reconheço competência, a verdade é que há pouco a fazer quando o sumo do programa é zero. Realmente o melhor que a TVI tem a fazer é realocar OK KO na sua grelha e gastar os inúmeros programas que já foram gravados. Entretanto, também deve parar de gravar mais.

Este tipo de decisão é característica da TVI – um formato não resulta e sai da grelha ou é reduzido. É uma medida que revela intolerância por parte do canal, mas se calhar até é uma atitude apropriada para um canal que é líder e quer manter-se assim. Talvez devido às ameaças em horário nobre, Queluz de Baixo está mais intolerante e, portanto, não dá muitas oportunidades de subir às suas apostas. Duas semanas basta. Faz bem e faz mal, porque não fica com formatos a enterrar-lhe as audiências, mas desrespeita alguns espectadores que possam estar a acompanhar os programas.

Bem, depois deste domingo, será que é Dança com as Estrelas que vai ficar KO? Ou a TVI vai buscar as suas «maiores estrelas» e faz uma aposta aos domingos como ocorreu no Big Brother VIP – com convidados? Aguardemos.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download
Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
RST
RST
7 anos atrás

Nunca vi um “Falar Televisão” tão ridículo como este!

dftmarques
dftmarques
7 anos atrás

Concordo!

Wilton
Wilton
7 anos atrás

Concordo, tudo que o autor escreveu está correto. Parabéns.

Vasco Rolao Preto
Vasco Rolao Preto
7 anos atrás

discordo!…deste jornalismo de lugares comuns. nem sei o que mais me irrita , se é não ser capaz de ignorar estas críticas “ao sabor do vento”, …fosse o programa um sucesso…e havia mil razões para assim ser. Como temos um povo-TVI viciado em novelinhas, e as audiencias não foram demolidoras,,, acompanha-se a populaça e arrasa-se o formato com analise primárias e redundantes, para se parecer inteligente. Ou se fico irritado por este jornalismo de lápis azul ao sabor do que parece convir no momento.

*lembro que escrevo assumindo o meu nome.

ATV News