fbpx
Falar Televisão Rubricas

O «Ouro» já foi mais polido

Falartelevisãodestaque O «Ouro» Já Foi Mais Polido

Falar Televisão

Acho alguma graça a que as televisões mantenham as suas tradições, nomeadamente as suas galas e cerimónias habituais. Há 19 anos que a SIC organiza com a revista Caras os Globos de Ouro, e ano após ano a cerimónia continua a ter relevância e a conseguir boas audiências, longe das registadas nos tempos áureos da SIC, mas suficientes para fazer mossa na concorrência.

No entanto, ano após ano acho a gala dos Globos de Ouro cada vez mais fraca. Na edição deste ano isso foi notório a vários níveis. A realização teve demasiadas falhas no som e imagem, continuam a estar ausentes demasiados nomeados (ainda que aí a SIC não tenha culpa), os momentos de humor gravados foram razoáveis mas os interpretados ao vivo no Coliseu dos Recreios foram de uma pobreza confrangedora. Eu via Luciana Abreu e João Ricardo com as suas personagens do núcleo cómico de Sol de Inverno e achava aquilo incomparavelmente inferior aos tempos em que Nelo e Idália ou as VIP Manicure animavam a cerimónia. Valeram as atuações musicais, com destaque para a presença de Anastacia.

Os Globos de Ouro ainda têm a relevância que têm muito devido à (quase) inexistência de entregas de prémios nas diversas áreas que distingue. Com o fim em 2005 da categoria de televisão, provavelmente a mais aguardada da gala, os Globos perderam algum do seu interesse. Ainda assim, a SIC e a revista Caras continuam a distinguir os melhores nas áreas da música, do desporto, da moda, do teatro e do cinema. Acaba por ser irónico que, por exemplo, o cinema português (com exceção dos telefilmes que de vez em quando aparecem) seja quase inexistente na televisão nacional, mas o público continue a ver com interesse a entrega de prémios a atores e obras que tiveram poucos espectadores no grande ecrã, e se a RTP não os exibir não terão nenhum no grande ecrã. O mesmo para o teatro, que na TV portuguesa está condenado a aparecer apenas nos cartazes culturais das 2 da manhã que a lei obriga a transmitir. E a música premiada é muito diferente daquela que tem espaço nos talk-shows e nos programas de «variedades» dos fins-de-semana.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

8 Comentários

Clique aqui para comentar

      • Admito que a TVI é o meu canal preferido, mas não odeio o SOL DE INVERNO, aliás pelos poucos episódios que vi parece me uma novela com bastante qualidade, simplesmente não gosto dos GLONOS DE OURO porque acho que não qualquer tipo de qualidade, assim como o SABADABADÃO que, e na minha opinião, não presta minimamente! Peço desculpa se em alguma vez fui inconveniente!

  • Estúpido mesmo foi a parte do João Paulo Rodrigues e do outro a dizerem: “Aquela é a que põe as casas de “pantanas” a falarem da Sofia Cerveira, e o outro responde: “Quem? A Sónia Brazão?” Achei isso uma grande falta de respeito, que nem humor negro é, se é que podemos chamar humor aquilo, mas ok… Enfim. E o pior que fizeram foi mesmo acabarem com a categoria Televisão. Como se alguém quisesse saber quem é o melhor desportista (que devia ter importância, mas para o povo português não tem).

    • Acabaram a televisão porque ganhavam quase sempre os da Sic, não havia independência. Além das estrelas dos outros canais não irem à gala.

  • Na minha opinião, a Lucy devia ter sido acompanhada pelo Unas teria muito mais piada. O João Ricardo não passa de um tarado ordinarão sem educação nenhuma! O “Jota Paulo” como lhe chamo mais valia ter só cantado e ter participado nas rábulas de humor. Achei vergonhoso com a chegada do Jota e do Pedro Alves à sic, foi-se desprezando o talento do César Mourão, que fez no ano passado uma velhota que fez rir toda gente! Sobre a piada da Sónia Brazão, bem até parece que outros humoristas já não disseram piadas sobre ela, áh e o guião não foi escrito por eles, não se esqueçam disso! Depois as falhas técnicas constantes, a ausência vergonhosa dos nomeados, o também constante…”roçanço” das “amigas” da Bárbara no microfone… na minha opinião foi a pior edição de todos os tempos dos Globos de Ouro!

    • Vi nas gravações automáticas um pouco da gala. Depois de ouvir falar tão mal, vi o momento de “humor” da Lucy e do outro… Foi do pior que já vi na televisão e o pior momento de sempre dos Globos. Horrível.

ATV News