fbpx
Falar Televisão

O day time fugiu

Falar Televisao2012 O Day Time Fugiu

Falar_Televisao 2012

Todos nós sabemos que, a nível audiométrico, uma liderança só é considerada «boa» se a estação de televisão obtiver resultados satisfatórios em todos os horários. Ora, é esse o assunto do Falar Televisão desta sexta-feira.

Sejam bem-vindos!

Pois é, o horário nobre do canal de Carnaxide vai lançado, contudo, não se pode dizer o mesmo do day time. Começando no programa das cartas e acabando na Conceição Lino é um autêntico desastre. A TVI limpa por completo o dia à sua principal concorrente. A dupla, Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira, no Você na TV, dá um excelente lead-in ao Jornal da Uma, que por sua vez oferece às novelas, dos tempos dourados da TVI, e que se prolonga até à Fátima Lopes no A Tarde É Sua.

Quando Júlia Pinheiro saiu da TVI rumo à SIC, muitos pensaram «Pronto, ela vai para as manhãs e lá se vai a liderança do Goucha e da Cristina que, por acaso, ela ajudou a conquistar». No entanto, isso não aconteceu. No programa das tardes, Júlia Pinheiro conseguia atingir bons resultados e até a liderança, mas tudo mudou desde que se tornou na Querida Júlia. Parece que de queridos, os resultados não têm nada. O mesmo se pode dizer das tardes da SIC que de boas, no que toca às audiências, também não têm nada. Mas o que é que o Goucha e a Cristina têm que a Júlia não tem? E o que é que a Fátima tem que a Conceição não tem?

Na minha humilde opinião, resposta é simples mas, possivelmente, contraditória (ou não). Os espectadores portugueses são muito pautados pela rotina, muito conservadores. Estão naquele sítio e não mudam porque estão habituados àquilo, ponto final. Esta teoria pode explicar as audiências do Você na TV face ao Querida Júlia. Então e à tarde? A Fátima Lopes também vem da SIC. Perguntam vocês: «Os espectadores só têm hábitos de manhã?». Não, neste caso a conversa é outra. A Fátima Lopes, quando se mudou para a estação atualmente liderada por Luís Cunha Velho, começou num formato, Agora É Que Conta, que sucedia As Tardes da Júlia, com bons valores face à concorrência. Ora, quando a «querida» fez as malas rumo ao canal de Pinto Balsemão, já a Fátima andava pela TVI, habituando os olhos dos espectadores do canal quatro. Desta maneira, quando Fátima Lopes subiu no horário da tarde o público não estranhou muito porque já a conhecia daquela banda.

Sinceramente, tenho pensado muito nisto e, até agora, não encontro outra razão para estes valores tão díspares no day time entre as duas privados. De manhã a diferença é abismal, de tarde por vezes aproximam-se, mas pouco. É caso para dizer, [na SIC] o day time fugiu.

Até para a semana!

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

6 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Eu acho que o problema mesmo é a diferença entre os talk-shows e não a habituação do público. ‘Querida Júlia’ é um programa muito pesado para as manhãs, enquanto que o ‘Você na TV!’ tem de tudo, para não falar nos fantásticos e carismáticos apresentadores. ‘A Tarde É Sua’ é o ‘As Tardes da Júlia’, mas com outro cenário. Se o programa já era líder, é normal que o continue a ser. Além disso, o programa vai melhorando um pouco no conteúdo e a apresentadora também é boa. Já na SIC, o ‘Boa Tarde’ até pode ser um bom programa, mas não tem um bom ritmo. Além disso, a Conceição não é grande apresentadora, apesar de ser uma excelente profissional noutras áreas.

    Claro que o hábito também conta, mas também era hábito o horário nobre ser completamente da TVI e já não o é. A SIC tem que lutar pelo day-time, mas parece estar pouco interessada.

  • Por mim a opção passa pela SIC funcionar pela diferença.

    Eu optaria pela seguinte solução:

    9h00: Disney Kids
    10h00: A vida nas Cartas
    11h00: Querido Mudei a Casa
    12h00: Cordel Encantado
    13h00: Primeiro Jornal
    14h10: Vingança
    15h00: Talk Show (novo com Rita Ferro Rodrigues e José Figueiras)
    18h00: Aqui Não Há Quem Viva
    18h45: Cheias de Charme

    Quanto à Julia, regressava com Noites Marcianas ou Noite da má lingua (que iria substituir a reposição brasileira a noite, a partir de Setembro)

    • Esse horário é mesmo diferente e o que a SIC precisa.

      Horário Nobre

      20h00: Jornal da Noite
      21h20: Dancin Days
      22h30: Algum género de Reality-Show fora do estilo “Big Brother”
      23h15: Novela da Globo
      00h15: Algo dentro do conceito do 5 Para a Meia Noite

      Ou então para as 22h30 uma série portuguesa NOVA

  • Creio que é redutor resumir as audiências do day time da SIC meramente ao hábito do espectador. Concordo que tal seja importante mas não é decisivo. O programa da Júlia começou por ter um alinhamento bastante popular (o concurso de grupos amadores da província é disso exemplo), juntava a interactividade (desde uma página de facebook que convidava os espectadores a participarem no programa ao público que não seria pago e viria de todo o país para assistir ao talk-show) e juntava a já célebre criminologia dos programas da manhã. No entanto, desde o nome do programa, à intervenção excessiva da apresentadora em todos os quadros e em todas as conversas, o QJ não é mais do que uma tentativa de louvor à personalidade de Júlia Pinheiro, enquanto estratega de televisão e condutora de talk shows. O programa, hoje, não se diferencia dos concorrentes, ver aquele programa é querer ser operado às cataratas antes dos 50 anos, devido ao branco excessivo e toda aquela animação da apresentadora é forçada (se se fizesse um estudo acerca da percepção do espectador em relação a JP, creio que a maior associação seria 50k euros e não se pode trabalhar para um público em que muitos ganham 250€ por mês com um rótulos destes). Além disso, a JP do SIC 10 Horas é bem diferente desta e ambas as Júlias merecem bem a diferença audiométrica. Mas para não ser totalmente mau, o facto de os programas que antecedem o QJ terem 15% de share também é um contributo decisivo para estes resultados.
    Quanto ao Boa Tarde, uma apresentadora marcadamente conotada com a informação, um alinhamento que muda todas as semanas, a concorrência de Fátima Lopes e do seu programa bem mais ligeiro e fácil de digerir, são determinantes para a diferença de valores. Manolo Bello sempre soube produzir televisão; nunca a soube pensar.
    Adorei o brilhantismo da minha análise!

  • A fidelização do público tem muito que se lhe diga! A Praça da Alegria mudou de apresentadores e de estúdio, e já venceu Querida Júlia que mantêm a apresentadora e o cenário à 2 anos! E sobre a liderança da Fátima Lopes, vejamos: A Fátima Lopes na SIC fazia o mesmo horário que faz actualmente na TVI, está aí o factor especial de as quedas não terem sido tão abruptas no canal de Queluz de Baixo aquando da transferência da apresentadora para o seu canal.

  • Mais um SIC fanatico a escrever isto…. antao visto que as pessoas estao tanto na rotina da TVI pk é que as 18h eles mudam para a SIC ?? Estas rubricas que voçes fazem aqui no site nao tem contexto nenhum so sao pensamentos que saia da cabeça de uma pobre pessoa para falar bem da SIC e tar contra os outros canais pFFFFF

ATV News

<>