fbpx
Falar Televisão

Crise, a quanto obrigas?

Falar Televisao2012 Crise, A Quanto Obrigas?

Falar Televisao2012 Crise, A Quanto Obrigas?

Boa noite. Está na hora de abrir mais um «Falar Televisão» e com ele um novo tema para ser debatido. Desta vez, comento o artigo publicado pel’A Televisão, que se baseou na edição desta semana da TV Guia, e que refere que a TVI, devido à instabilidade económica que se vive em Portugal, terminará, mais dia menos dia, com as ligações exclusivas dos atores ao canal.

Ora, e considerando que tais informações são verídicas (recordo que A Televisão desmentiu um artigo da referida revista, em exclusivo e em primeira mão, que dava conta das participações de Rita Guerra e Marina Mota no regresso do “programa de domingo à noite” da TVI), existem prós e contras a ter em conta. O facto de a TVI encerrar com os contratos de exclusividade permite à maioria dos atores ter maior liberdade e procurar projetos mais diversos, que se tornam variados com elencos diferentes a que o público está (cansativamente) habituado. Por outro lado, para a empresa TVI não se trata de uma boa notícia, porque todos sabemos que todas estas alterações permitirão uma quebra ainda maior à que atualmente existe no que concerne à ficção do quarto canal (se «Dancin’ Days», sem uma grande estrela da ficção nacional, já é um sucesso, imagino novas tramas com os Grandes…).

Há quem se questione, ainda, até que ponto esta informação é real, e eu sou uma delas, claro está. Como é que posso entender que a TVI queira terminar com a sua ligação exclusiva com as Alexandras Lencastres e as Ritas Pereiras da nossa praça? Pois, não dá para acreditar!

Mas tudo isto será, certamente, esclarecido e tenho a certeza que José Fragoso (quando restabelecido da sua situação pessoal) e companhia resolverá da melhor forma o problema destas “regalias”… Mas que a dona Alexandra não se preocupe (como li hoje), porque mesmo sem contrato e com a crise a bater-lhe à sua porta (foi uma das “desgraçadas”…), trabalho não lhe faltará, seja na TVI (onde tem, pelo menos, mais um ano de trabalho garantido) ou na SIC (que felicidade seria para a Gabriela Sobral).

E está tudo dito, por agora (já diria o outro). Até lá.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News