De Olho nos Segredos

A Entrevista – Liliana, ex-concorrente da «Casa dos Segredos 5» [Com vídeo]

Com apenas 1% de diferença em relação a Elisabete, Liliana foi a escolhida para ser expulsa na noite de domingo, dia 14 de dezembro, da Casa dos Segredos com 48% dos votos. Seguiu-se Elisabete com 47% e bastante mais longe ficou Flávia, arrecadando apenas 5% da votação final dos portugueses. A jovem, portadora do segredo «Prevejo o futuro», admite, em entrevista, que talvez possa ter existido manipulação de resultados para «reguardar o jogo». E vai ainda mais longe: «Sem o Daniel, tinha sido uma Liliana mais extrovertida e muito explosiva».

Entraste na casa com um namorado cá fora, no entanto saíste no passado domingo com uma relação assumida com Daniel. Estavas à espera desta «reviravolta» de sentimentos? 

Sempre fui com uma ideia de que não ia ter ninguém lá dentro, porque queria respeitar a pessoa que tinha cá fora. Porém, foi um clique que deu a mim e ao Daniel e que foi incontrolável. Tentámos evitar, mas não conseguimos. Provocou muitas críticas, já percebi, mas pronto. Eu tenho 20 anos, ele tem 19. Temos uma vida pela frente.

Temos casos de outras edições em que concorrentes conseguiram controlar o desejo, respeitando assim a relação sólida de cá fora.  

Foram poucos [risos]. Eu acho que foi mesmo o facto de ser o Daniel. Se ele não tivesse entrado, tenho a certeza absoluta que não me tinha envolvido com ninguém. Nem mesmo o Fernando. Ele é um bom amigo e foi um pilar dentro da casa – nunca me deixou mal.

Como fica a relação com o teu ex-namorado? 

Ainda não tive tempo para nada, nem para me organizar. Pelo que eu sei, ele nunca me criticou. Claro que ficou triste e magoado, mas nunca disse mal de mim. E isso já é uma boa receção dele. O que me deixa mais mal comigo mesma é o ter magoado.

Há alguma hipótese de voltares para ele? 

Neste momento acho que não. Ele nunca me iria perdoar. Neste momento temos vidas muito diferentes. Acho que iria ser impossível uma relação.

Dizes que se não tivesses o Daniel na casa, não irias envolver com ninguém. Achas que o vosso sentimento foi «fabricado» pela produção? 

Não. Claro que as pessoas também provocavam muito, mas se nós não quiséssemos, não era por aí… Simplesmente as pessoas só picavam porque viam que havia ali qualquer coisa. E também ajudou um bocadinho o sentimento a crescer e a pormo-nos à vontade.

A tua relação com o «puto de 19 anos» é para manter cá fora? 

Eu gosto muito dele. Eu estou à espera que ele saia para decidirmos o que é que vai acontecer. Vou estar a apoiá-lo até lá. Só o tempo vai dizer o que é que vai acontecer. Juntos ou não, vou ser sempre eu a Liliana e ele o Daniel.

Era evidente a tua reacção menos boa quando eras nomeada pelos teus colegas. Porque é que ficavas sempre de mau humor? 

Isso não é verdade. Eu nunca tive receio de ser nomeada. Se tivesse de sair, saía. Essas situações foram porque as pessoas faziam, às vezes, de propósito e gostavam de me ver nomeada. Alguns diziam «Ah, a Liliana nunca é nomeada. É protegida pelos rapazes». Então, parecia que faziam de propósito para que isso acontecesse. Eu não fiquei irritada por ficar nomeada, como é óbvio. Fiquei sim irritada com a cara do Bruno. Via-se nos atos dele aquela maldade que ele tinha na cara. Foi só por isso que fiquei irritada.

Estavas à espera da tua saída?

Eu estava mais à espera de sair com o Fernando do que sair com a Elisabete. E com 1% é mesmo horrível…

Acreditas que possa ter havido alguma manipulação de resultados? 

Talvez possa ter existido manipulação para resguardar o jogo e também para proteger – não digo os concorrentes, mas para proteger a forma como o jogo está a ser levado. Fazia mais sentido a Elisabete ficar do que eu. Com esta bomba agora…

«Uns são filhos, outros são enteados» é uma frase de Daniela. Partilhas desta opinião? 

Houve muita gente imune, o que faz com que as pessoas cá fora – mesmo os apoiantes dos que não estão imunes, ficarem tipo: isto é uma injustiça. Uma pessoa vê o programa, apoia uma pessoa e depois vê que há outras a serem compensadas em relação aos seus favoritos, é normal que fiquem chateados.Claro que iria haver preferências para alguns que ficassem, mas fogo… tem sido incansável este jogo. Tem sido sempe direcionado para algum lado.

Sentias que eras uma «peça do xadrez»a eliminar? 

Não me sentia um pião, muito pelo contrário. Mas neste caso, queriam continuar a ver a Elisabete. Acho que o Bruno e ela fazem um casal muito bonito, de dissimulados [risos]. Não gosto dos dois, portanto, sejam felizes – longe de mim!

Na tua opinião, é jogo a relação deles? 

Jogo não digo, mas são os dois falsos para com os outros. Considero a Elisabete uma boa jogadora, aplaudo de pé. Eu não conseguia fazer aquilo que ela faz. Jogo completamente sujo. Ela usou as pessoas para chegar onde chegou. No caso do Bruno, dois dias antes de ele se ter envolvido com a Elisabete, ele disse à Flávia que gostava dela…

Há hipóteses de uma reconciliação entre os dois? 

Da parte da Flávia, espero que não haja. Mas da parte dele, se calhar… ainda pode tentar. A maneira dele ser leva-me a crer que sim. O relacionamento entre o Bruno e a Elisabete favoreceu muito a Flávia porque ela agora é apontada como a vítima da história. Toda a gente dá-lhe força.

Se tivesses no lugar da Flávia, reagirias como ela reagiu perante o envolvimento de Bruno e Elisabete? 

Sim, reagia muito calmamente. Acima de tudo, muita força e atitude e com um sorriso na cara! A Flávia tem de manter a postura, sempre lhe disse: nunca te passes da cabeça aqui dentro, se não tu é que és a mal vista. Se ela manter o seu sorriso lindo e maravilhoso chega à final.

Quem é que achas que vai ganhar a Casa dos Segredos 5

Eu acho que vai ganhar o Pedro. Talvez a Flávia fique em segundo. Gostava também que o Daniel ganhasse.

Ficaste surpreendida com a popularidade da Agnes e Bruno? 

Fiquei! Fiquei surpreendida com o Bruno, não sei o que é que as pessoas vêem nele, sinceramente. Não vejo nenhuma qualidade naquele homem. Mas pronto, quem está de fora, vê diferente de quem está lá dentro.

Tu consideraste o Daniel «imaturo e infantil». Achas que esses defeitos possam ser prejudicial para a vossa futura relação? 

Já lhe disse várias vezes, mas também para a idade dele é normal. Nunca entrou nenhum rapaz com 19 anos na Casa dos Segredos. Tal como todas, as relações têm defeitos e todas têm discussões. Até eu própria me exalto e tenho más atitudes.

Surpreendeste com algum segredo? 

Surpreendeu-me o do Ódin, por exemplo. Pensava que era uma coisa mesmo forte. E afinal ele vem com aquele segredo… Oh meu Deus! Atenção, não tem nada de mal.

Compreendeste a reacção do Daniel quando o Fernando desvendou o teu segredo? 

Compreendi, mas também não é preciso tanto. Ele queria muito carregar no meu segredo e quando viu que ainda por cima tinha sido o Fernando… se fosse outra pessoa, se calhar não reagiria assim, mas foi o Fernando e pronto.

O Fernando foi acusado de desestabilizar as relações entre o Bruno e a Flávia e entre ti e o Daniel. Há fundamento?

Isso eram eles que se passavam. Eles é que tinham ciúmes, mas é normal, porque nós víamos nele um confidente, um ombro amigo, uma pessoa que tu sentes-te mesmo bem em estar ao pé dele. Mas desestabilizar relações, não, nunca tentou provocar nada.

Na tua mensagem de despedida, afirmaste que não querias ter mais nada a ver com o Bruno e a Elisabete. Mas certo é que uma coisa é estar dentro da casa, outra cá fora. Continuas a descartar uma amizade com o recente casal? 

Eu lá dentro tentei ter uma amizade e dei uma oportunidade à Elisabete, a qual ela fez de tudo para me desiludir. O Bruno, nunca me enganei – tentei falar a bem com ele, o que não foi fácil. Não vale a pena tentar cá fora. Vamos esperar para ver, mas duvido… Com o meu feitio, eu sou muito rancorosa quando me fazem mal.

Tiveste também alguns desentendimentos com a Vânia. Alguma hipótese de amizade com ela? 

Não. Ela fala sem saber, mete-se onde não deve…Ela não foi o motor da casa, sem ela o programa fazia-se. Ela era uma pessoa louca, contradizia-se a toda a hora: Dizia uma coisa e depois no momento a seguir já dizia outra.

É objectivo teu entrar no Desafio Final? 

Porque não? Tinha estômago para isso.

Querias que entrasse o Daniel? 

Claro que queria entrasse, mas por outro lado, sem ele faço melhor o meu jogo. Seria uma Liliana muito mais extrovertida e muito mais explosiva. Começava a disparar para todo o lado, eu sou assim mesmo, mas foquei-me tanto noutras coisas.

E que feedback é que tens recebido?

Ótimo. As pessoas têm-me apoiado imenso, os meus fãs… e os fãs do Daniel também apoiam-me imenso. Mas estou sempre à espera de críticas.

Esperas retirar que frutos da tua participação no reality show da TVI? 

Espero que abra novas portas… na dança, na televisão como apresentadora, seja o que for. Eu quero é que abra portas, acima de tudo, e muito trabalho. Gostava de participar no Dança com as Estrelas enquanto concorrente. Não sei se é uma hipótese, vamos ver.

Consideras que tens todos os critérios para entrar no programa da Cristina Ferreira? 

É assim, se não for concorrente e se for convidada, já é bom. Ninguém é perfeito, mas o meu objetivo principal era pôr-me à prova a mim mesma. Se as pessoas responsáveis assim o quiserem, pronto.

Assista agora ao 5º Extra da rubrica De Olho nos Segredos:

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close