Audiências à Lupa

Audiências à Lupa: março de 2014

Audiências à Lupa

Prosseguimos a nossa ronda pelos primeiros meses do ano, iniciando agora o Audiências à Lupa de março de 2014, um mês que ficou marcado essencialmente pela continuidade do daytime das generalistas, assim como dos seus formatos de entretenimento, mas a RTP1 iniciou a sua aposta no The Voice Portugal, no dia 30 de março.

Olhemos então as Audiências à Lupa do mês de março.

MARÇO 1

Podemos observar que as três principais generalistas se aproximaram, com a SIC a ficar mais próxima da líder TVI, assim como a RTP1, a ter alguns «saltos» que a fizeram destacar-se. The Voice Portugal teve desde logo bastante impacto na televisão portuguesa, mas a verdade é que a TVI continuou a liderar, fruto do seu daytime. Por sua vez, a SIC manteve a sua aposta na ficção nacional que cativa os portugueses. Obviamente existem oscilações acentuadas ao longo do mês, o que significa que, embora fiel, o público nacional parecia querer mudar de hábitos, ou antes, está mais disponível para mudar das suas opções. Pelo menos de uma forma esporádica, consoante as apostas dos vários canais.

Realça-se, ainda o facto do Cabo ter também grandes oscilações ao longo do mês, o que também ilustra os resultados obtidos pelas generalistas.

Vejamos, então, qual foi o comportamento audimétrico aos fins de semana.

MARÇO 2

O que fica bem patente através do gráfico apresentado acima é que o Cabo é a preferência primordial dos portugueses ao fim de semana. O mesmo é aplicável à TVI que com os seus formatos de entretenimento aos domingos, a ficção aos sábados à noite e o Somos Portugal nas tardes, faz com que se destaque, embora com particular preponderância aos domingos.

A SIC regista os seus piores resultados nestes dias, chegando mesmo a ser ultrapassada pela RTP1 e quando não o é, é por relativamente pouco. Efetivamente é necessário que Carnaxide procure alternativas viáveis e que agradem aos portugueses. Se agora é forte na ficção, há que procurar achar a fórmula certa para cativar a audiência. Não basta copiar formatos já gastos ou simplesmente esgotar a imagem das suas principais figuras – João Manzarra nesta altura do ano. Por mais capaz que o jovem apresentador seja, a verdade é que não faz milagres.

Olhemos para o quadro resumo dos números do mês.

MARÇO QUADRO

Podemos observar que as posições relativas se mantêm em termos médios, mas também ao nível da estabilidade. É que a TVI tem vindo a registar em março valores bastante mais próximos, enquanto tanto a SIC como a RTP1 registam grandes amplitudes audimétricas. O mesmo acontece com o Cabo. Isto revela uma maior fidelidade por parte do público à TVI, em detrimento das restantes generalistas. Ora isto terá, certamente, a ver com a própria programação, já que a TVI tem um certo tipo de público, enquanto a SIC e RTP1 têm alguns formatos ligeiramente mais diversificados e, sobretudo, menos constantes, o que faz com que oscilem bastante também em relação ao Cabo.

Ainda assim, vê-se, tal como já vem sendo hábito, que se mantém mais fortes durante a semana, enquanto Queluz de Baixo é particularmente mais líder aos fins de semana, assim como o Cabo.

Fique desse lado que está a chegar o Audiências à Lupa de abril.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News