A Entrevista

A Entrevista – Especial «Masterchef Celebridades» com Sílvia Rizzo

Está longe de ser expert no mundo da cozinha mas nem isso levou a recusar o surpreendente convite da TVI. Sílvia Rizzo está no Masterchef Celebridades para provar perante Portugal inteiro que, afinal, há sempre uma primeira vez para tudo, mesmo para os canastrões desta vida. «Tem sido um grande desafio e o mais surpreendente até agora», disse a atriz em entrevista ao A Televisão

Está desde maio passado a tentar provar os seus dotes para a culinária no Masterchef Celebridades. Foi com surpresa que recebeu o convite da TVI?

Estou muito surpreendida mas, ao mesmo tempo, muito feliz. É um grande desafio que eu estou a ter porque a cozinha era um local onde não metia os pés. O Masterchef representa para mim três coisas: trabalho, desafio e aprendizagem.

Houve tempo para uma ponderação? 

Houve alguma ponderação porque eu pensei “Eu não sei cozinhar! Vou passar a maior vergonha da minha vida”. Eu não sei mesmo cozinhar e as pessoas que me conhecem sabem perfeitamente disso [risos]. Quem vê o programa, pensa “Ela não sabe cozinhar, ponto!” e isso corresponde totalmente à verdade [risos]. Eu sei apenas o básico dos básicos dos básicos. Nunca tive essa necessidade.

Há sempre alguém por perto. 

Eu faço tudo em casa mas há uma grande barreira entre mim e a minha cozinha. Tenho sempre gente por perto para cozinhar, portanto, nunca criei esse hábito de cozinhar.

Então, na sua opinião, o que é que levou a TVI a convidá-la para o Masterchef Celebridades?

Há pessoas muito boas a cozinhar e estas não devem ter tido oportunidade de participar para a TVI lembrar-se de mim [risos]. Esta aventura assustou-me um bocado ao início porque o Masterchef tem sido um grande desafio e o mais surpreendente até agora!

É o mais desafiante da sua carreira? 

O Masterchef nada tem a ver com a minha carreira enquanto atriz mas é, sem dúvida, um grande desafio! Antes de aventurar-me aqui, o que mais me levou a pensar foi “É melhor não ir porque vai correr mal. Seria um absurdo estar aqui!”. Mas depois passou-me porque eu estou no programa para aprender!

Para uma pessoa que não sabe cozinhar, as primeiras semanas de provas do Masterchef devem ter sido um “inferno”. 

Eu não me preparei para o Masterchef. Pensei mesmo “Vai ser a minha intuição. Ou funciona ou não funciona”. E, de facto, neste desafio tenho usado muito a minha intuição e, claro, as dicas e ajudas dos meus colegas. Há um espírito muito interessante entre nós.

Apesar da competição, o Masterchef é um momento de descontracção entre vocês?

Nós levamos esta competição muito a sério. Isto não é para brincar porque existem três chefs que não levam isto a brincar de maneira nenhuma. A profissão deles é uma coisa séria e as suas responsabilidades também. No meu caso, tenho aprendido muito e tentado absorver o máximo dos máximos.

Mas há sempre tempo para momentos de pura diversão. 

Claro! Independentemente do que é sério e profissional, eu não vou estar em lado nenhum da minha vida em que não divirta. Nós podemos fazer as duas coisas: divertir e enfrentar o desafio com seriedade. Uma coisa não impede a outra mas há sempre uma certa pressão em estúdio.

Quais são os seus pontos fortes neste programa? 

Eu não tenho nada de ambiciosa ou competitiva. Muito honestamente, eu fui para o programa para aprender. Só quem me conhece bem é que sabe perfeitamente o que eu estou a dizer. Eu estou mesmo numa de “aprender e divertir-me”. É este o meu lema de vida até porque aprender é a melhor parte da nossa vida.

Foi fácil lidar com as câmaras de perto? 

As câmaras atrapalham quando tu sentes que és um bocadinho canastrão na cozinha. No meu caso, eu sou um bocadinho canastrona na cozinha, então com empratamentos e essas coisas…A câmara em cima de ti dá uma pressão acrescida mas pronto, eu sou como sou e não vale a pena mudar [risos].

Porque é que os portugueses têm de continuar a acompanhar o Masterchef Celebridades

Aproveitem esta viagem pela cozinha do Masterchef porque vale mesmo a pena! Há situações em que se vão divertir e até aprender! Mesmo aqueles que sabem de cozinha, de certeza que vão aprender algumas coisas.

As gravações terminaram recentemente. Sai do programa a saber cozinhar? 

Posso dizer que já consigo fazer algumas coisas bem e em bom. Aquela barreira entre mim e a cozinha foi, finalmente, ultrapassada [risos].

Já tem outro projeto em televisão? 

Ainda não mas preciso de trabalhar e não estar de férias. O meu último projeto foi A Única Mulher, embora tenha feito depois uma participação pequena no Inspector Max (para passar o testemunho, digamos) e em Ouro Verde onde levei dois tiros [risos].

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News