A Entrevista Rubricas TVI

Cláudio Ramos e o BB2020: “É uma prova de fogo, mas para a qual me estou a preparar exaustivamente”

Instagram

A Televisão – Antes de falarmos de televisão, propriamente dito, quem é o Cláudio Ramos longe das câmaras? O que faz, quais os hobbies, preocupações?
Eu sou uma pessoa exatamente igual a todas as outras, com a componente de ser conhecido e isso faz com que muitos tenham uma ideia que nem sempre corresponde à verdadeira, mas é a fatura que se paga por quem escolhe esta profissão… O que mais gosto de fazer em tempos livres é ver cinema, ler, escrever, estar com amigos..

Não há ninguém em Portugal que não saiba que o Cláudio tem um bichinho da televisão em si. Quando é que isto aconteceu? Em que momento da sua vida percebeu que fazer televisão era o seu sonho?
Desde sempre, não me imaginei nunca a fazer outra coisa e se o fizesse não seria tão feliz. Nasci para fazer televisão seja em que formato for desde que eu goste e chegue às pessoas.

“Eu lido bem com o ‘não’, para mim é um sim adiado. “

Os primeiros tempos de tentativa de conquista deste sonho não foram fáceis. O Cláudio já o divulgou várias vezes. O que é que o fez não desistir perante tantos “nãos” que foi ouvindo?
Não foi fácil, mas por não ser fácil é que para mim cada conquista tem o peso da responsabilidade e o sabor da vitória. Eu olhei sempre para isto como um objectivo de vida, por isso estou cá há mais de vinte anos… não foram as dificuldades que me fizeram mudar o rumo. Muitas vezes fizeram-me mudar o caminho, mas não o rumo. O ‘não’ faz parte de qualquer profissão. Da minha, da tua, de outra qualquer.. não é uma condição de quem trabalha em televisão. Eu lido bem com o ‘não’, para mim é um sim adiado.

Instagram

E o que é que sente alguém como o Cláudio no dia em que esse ‘não’ se transforma num ‘sim’? Lembra-se do primeiro dia em que começou a trabalhar em televisão? O que sentiu?
Foi em 1999 na Casa em Fanicos. Senti alegria. Depois mais a sério em 2000 nas Noites Marcianas senti a responsabilidade do que fazia e senti logo, que o difícil não era ter chegado. Era manter-me com credibilidade.

“Ao longo deste último ano com a Cristina eu fui mais ‘Vizinho’ que Cláudio”

Para além de comentador ou apresentador, o Cláudio fez uma perninha no mundo da ficção. Gostou da experiência? Gostaria de voltar a este universo um dia?
Eu gosto de desafios, de resto ao longo deste último ano com a Cristina eu fui mais ‘Vizinho’ que Cláudio… eu gosto de comunicar, com tudo o que isso tenha dentro. Mas não serei nunca um actor de excelência, não levo no sangue esse dom nem talento.

O Cláudio tem vários oficios. Um deles é a escrita, certo? O que é que, na sua opinião, só se consegue dizer por escrito?
As pessoas conhecem-se melhor quando escrevem, logo acredito que quando se me lê percebe-se melhor quem sou. A escrita tem a magia das palavras na imaginação, como tem por exemplo a rádio em relação à televisão.

“Só quem não sabe o que é um comentador social acharia que o que se faz em Portugal é crónica social.”

Então…agora a televisão…Durante muitos anos o Cláudio foi conhecido como “comentador social”, um título que, às vezes, assusta quem trabalha no meio. Alguma vez sentiu que este trabalho o prejudicava ou prejudicava a sua imagem?
Não me assusta, nem me assustou. Não era comentador social, só quem não sabe o que é um comentador social acharia que o que se faz em Portugal é crónica social. O que se faz – o que eu fazia e sempre defendi é o comentário mediático –  ou seja, comentar atitudes e posições públicas de gente mediática. O comentário social é feito em países onde existe a cultura da alta sociedade, algo que há anos não se vê e nem se exibe em Portugal.  Portugal não tem nem meios, nem profissionais, nem matéria prima para comentadores sociais. Portugal tem um comentador de comportamentos mediáticos, que sou eu e fiz escola e outros que me seguiram os passos. Não me assustou nada fazer, e só deixei de o fazer porque me apeteceu mudar o caminho….

Instagram

O Programa da Cristina mudou, de facto, a televisão em Portugal. A que acha que se deve esta mudança? Quais foram, a seu ver, os principais factores?
Deve-se à Cristina. Só!

O Big Brother é um programa que, de uma certa forma, lhe está também no sangue. Quais as maiores recordações que tem do tempo em que foi concorrente deste reality show?Eu amei estar como concorrente. Gostei de tudo o que lá vivi dentro e apesar de ir com medos, dois dias depois nem me lembrava que existiam câmaras.

Conduzir o BB2020 é um privilégio ou um desafio? Porquê?
É um privilegio e um desafio, porque é o programa que toda a gente quer ver, é uma grande aposta da estação numa altura de mudança e porque é um formato que eu amo desde há vinte anos. Fazer parte dele e estar na linha da frente além de privilegio é uma enorme responsabilidade e honra. É  realização de um sonho profissional, ao qual agradeço muito à TVI.

“É uma prova de fogo, mas para a qual me estou a preparar exaustivamente”

Instagram

Muitos dizem que esta é a sua prova de fogo. Como é que se tem preparado para esta prova?
Eu concordo que é uma prova de fogo, mas para a qual me estou a preparar exaustivamente e bem. Quero acima de tudo divertir-me e chegar as pessoas.

O que é que os portugueses podem esperar deste BB2020?
Um BB totalmente diferente de tudo o que se viu ate agora. Um grande programa ainda que adaptado à nova realidade que todos vivemos.

A estreia do Big Brother estava prevista para 22 de março mas teve de ser adiada como forma de prevenção do Covid-19. A decisão era difícil mas inevitável. Acha que de alguma forma esta medida forçada pode ser prejudicial para o reality show ou as expectativas mantêm-se inalteradas?
Foi a decisão mais sensata. A saúde primeiro que os números. Isso é um pensamento que todos temos. A expectativa está alta e acho que é um pensamento geral de todos. A realidade que vivemos obrigou a esta alteração a que todos – incluindo nós no BB – adoptássemos rotinas diferentes e fosse necessário reorganizar tudo. Não acredito que seja prejudicial. Quem gosta gosta sempre.

Instagram

“Claro que tenho projectos para lá do BB, mas por enquanto foco-me no BB”

E, por último….O Cláudio nunca escondeu que é um homem de expectativas, de sonhos. Está focado apenas e só no presente, isto é no Big Brother, ou já há novos sonhos e novas metas em vista?
Agora francamente estou muito focado no BB, mas claro que tenho projectos para lá do BB, mas por enquanto foco-me no BB e quero que todos se foquem nele.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News