fbpx
RTP Geral

Vice-presidente do Chega “chama” Marcello Caetano a Marcelo Rebelo de Sousa

Marcello Caetano, Marcelo Rebelo De Sousa
Imagens: Reprodução | Instagram

Chama-se Diogo Pacheco de Amorim e é vice-presidente do Partido Chega. Nesta terça-feira, no ‘É Ou Não É?’, na RTP1, enganou-se e “chamou” Marcello Caetano a Marcelo Rebelo de Sousa, o reeleito Presidente da República.

Marcello Caetano, último presidente do Conselho de Ministros do Estado Novo, entre 1968 e 1974, foi recordado no programa ‘É Ou Não É?’, que a jornalista Ana Lourenço conduziu, esta terça-feira, na RTP1. Foi Diogo Pacheco de Amorim, vice-presidente do Partido Chega, quem o mencionou no momento em que se queria referir ao reeleito Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa.

Nós sabemos que Governo está muito fragilizado. Aliás, o doutor Marcello Caetano… Meu Deus, Marcelo Rebelo de Sousa…“, disse o número 2 do partido que tem sido liderado por André Ventura.

O momento foi captado por Diogo Faro e partilhado na sua conta de Instagram.

Ai, tão lindooo. Ó pá, a sério, que fofo! O Diogo Pacheco de Amorim, ideólogo do Chega, é super querido a ter lapsos fascistas. Ai, lapsos linguísticos! É tão bonito estar a ver a RTP a dar oportunidade a um terrorista opositor do 25 de abril de se exprimir com esta fofice“, comentou de forma irónica.

Já esta quarta-feira, Diogo Faro voltou a pegar no assunto ao recordar que neste dia, 27 de janeiro, faz 76 anos que o campo de concentração nazi Auschwitz, na Polónia, foi libertado. E “faz hoje um dia que um fascista terrorista esteve na RTP num debate sobre democracia“.

Confira aqui ambas as publicações:

Leia também: “É Ou Não é?” Jornalista da RTP1 comete gafe em direto ao apresentar Mariana Mortágua

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News