fbpx
RTP

Vera Kolodzig muda-se para a RTP1

Vera Kolodzig Vera Kolodzig Muda-Se Para A Rtp1
O Último Projeto De Vera Kolodzig E Diogo Amaral Foi O Remake Da Novela Jardins Proibidos
O último projeto de Vera Kolodzig foi o remake da novela Jardins Proibidos, no qual Diogo Amaral também participou

A atriz prepara-se para abraçar um novo projeto na RTP1, depois de findada a sua participação na novela da TVI, Jardins Proibidos onde interpretou Teresa Ávila.

Dentro é a nova série da estação pública que Vera Kolodzig vai protagonizar para dar vida à personagem Marta. A nova aposta na área da ficção do canal 1 conta com 13 episódios e tem como cenário uma prisão feminina.

À atriz juntam-se a outros nomes como Susana Mendes, Luísa Cruz, Sara Barros Leitão, Elsa Valentim, Carla Galvão, Teresa Tavares, Luísa Ortigoso, Margarida Cardeal, Pedro Frias e Miguel Nunes.

Tal como o site A Televisão já havia avançado, a série é produzida pela HOP! e terá na realização Henrique Oliveira, também responsável por projetos como a minissérie Mulheres de Abril, também exibido na estação pública.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

4 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Interessante o argumento desta série. Estou realmente curioso para ver. Mas a RTP precisa ser mais criativa nos títulos dos seus produtos. Tomem como exemplo o título do novo filme de António-Pedro Vasconcelos: um filme policial chamado “Amor Impossível”. Quem seria capaz de imaginar que trata-se da relação de um casal e não exatamente de uma investigação da policia?! É ousado, inteligente e instigante. É este público que a RTP precisa atingir.

    “Dentro” não parece simplista demais?!

      • Você deve ter confundido: em momento algum afirmei que a escolha do nome do filme foi da RTP. Apenas usei a obra como um bom exemplo, uma vez que fica difícil encontrar bons exemplos na televisão portuguesa.

      • Em momento algum escrevi que a RTP tem relação com o filme. Apenas utilizei o belo título do filme como exemplo do que precisa o serviço público: ser mais atraente!

ATV News