fbpx
RTP

‘Vento Norte’. Um romance histórico, rico em intriga e em drama estreia na RTP1

Vento Norte, Rtp

Um romance histórico, rico em intriga e em drama com ideia original de João Lacerda Matos, Almeno Gonçalves e João Cayatte. ‘Vento Norte’ estreia esta quarta-feira, na RTP1.

‘Vento Norte’, a nova série da RTP1, que estreia esta quarta-feira, dia 13, conta a história das raízes de uma mudança profunda, do Golpe Militar que instaurou uma das primeiras grandes ditaduras europeias, vista pelos olhos de uma família abastada de Braga. Aqui começa a história da família Mello.

As personagens, os membros da família e os seus empregados contam-nos as suas histórias, ao mesmo tempo que acompanhamos o desenrolar dos acontecimentos entre 1919 e que vão culminar no golpe de 28 de Maio de 1926, que institui a Ditadura Militar e, mais tarde, o Estado Novo.

Um romance histórico, rico em intriga e em drama que nos traz uma visão de um Portugal à beira da Ditadura, em plenos anos loucos, em que tudo parecia possível.

Com realização de João Cayatte, encontramos no elenco nomes como: Almeno Gonçalves, Natália Luiza, Joana de Verona, Sisley Dias, Iris Cayatte, António Melo, Ana Zanatti, Rodrigo Tomás, Teresa Faria, Margarida Carpinteiro, Ruben Rios, entre muitos outros.

Vento Norte para acompanhar todas as quartas-feiras, a partir de 14 de abril, às 21h00 na RTP1.

Cenários

É na cidade de Braga que, com as suas contradições, trabalhadores agrários, operários da indústria têxtil, prostitutas, padres e a pequena burguesia, circundam as histórias das personagens centrais, os quais nos remetem para o mundo dos Mello representado no Solar dos Biscainhos.

Em Braga conhecemos os seus monumentos mais importantes, os seus costumes, o seu passado industrial e religioso, a vida dos locais e as suas virtudes.

Arcos de Valdevez é também um dos cenários que marca a trama pela sua enorme beleza natural e arquitetónica e onde irão decorrer alguns dos momentos mais intensos da história.

A freguesia de Lago, Amares, é também palco de algumas das sequências mais emocionantes. A sua beleza natural e o rio Cávado marcam as cenas de ação da narrativa, tornando-a ainda mais apetecível.

Personagens

Família Mello
Almeno Gonçalves – Afonso Mello

É o patriarca da família, um homem ligado à monarquia. Vive na nostalgia desse tempo. Foi deputado em Lisboa, aquando o governo de João Franco. É nesta altura que conhece Isabel.

Ligado aos principais empresários da região, que fizeram a transição para o novo regime, mantém-se entre os que, de uma maneira ou de outra, continuam a ditar o rumo da região e olham com desconfiança para o que se passa em Lisboa.

A I Grande Guerra foi para este homem o exemplo de tudo o que está errado na República. Mas a situação em que o país se encontra em 1919 vai ser a semente para que Afonso se envolva com as mais altas esferas de uma conspiração que começa a nascer no norte do país e que em poucos anos resultará no Golpe que instaurará a Ditadura Militar e posteriormente o Estado Novo.

Mas esconde um grande segredo.

Natalia Luzia – Isabel Mello

Nasceu em Lisboa e foi na capital que conheceu Afonso. Uma mulher moderna ligada às correntes artísticas lisboetas, uma liberal por oposição ao seu marido, extremamente conservador.

Isabel nunca se sentiu em casa em Braga. O excesso de religião, de padres e de missas oprime-a e quase nunca deixa o Solar dos Biscainhos para vir à cidade.

É o grande apoio dos filhos Tomaz, Ricardo e Margarida. Uma mulher já com uma visão de futuro sobre os direitos das mulheres

Sisley Dias – Tomaz Mello

Tem 28 anos e é o filho mais velho de Afonso e Isabel.

Partiu para a I Guerra contra a vontade do pai. Voltou gaseado, um farrapo. O seu regresso é um momento marcante para a família Mello, em especial para o seu pai, Afonso, que vê o herdeiro da fortuna e das propriedades como um homem destruído.

Tem uma grande paixão pela empregada Joana.

Rodrigo Tomaz – Ricardo Mello

É o filho mais novo de Afonso e Isabel.

Nunca gostou de estudar. Escapou à guerra e tem uma postura completamente diferente dos irmãos. Conservador e com uma forte ligação à igreja.

Tem uma grande paixão pelo futebol. O pai detesta que ele se dedique a um “desporto de brutos” e proíbe-o de jogar. Mas para Ricardo, o futebol é uma forma de estar com os amigos e de estar longe do pai.

Tem uma relação muito mais próxima com os empregados do que com os pais.

Patrícia Pinheiro – Margarida Mello

É a filha do meio de Afonso e Isabel.

Nunca gostou de Braga e assim que pôde foi para Lisboa. Vive na Lapa, em casa da avó materna, que deveria tomar conta dela e garantir a sua educação dentro dos padrões clássicos e religiosos de uma família do Norte.

Mas Margarida é uma rebelde e fica imersa na cultura urbana de uma Lisboa a despertar da Revolução Republicana e cheia de vida.

Tem uma grande paixão pelo cinema e tem um vício que vai trazer consequências na sua vida.

Com o regresso do irmão e a sua incapacidade física para dar continuidade ao nome da família é chamada a Braga.

Ana Zanatti – D. Teresa

Provém de uma família aristocrática lisboeta. É mãe de Isabel.

Determinada e austera, encara a República como o pior dos males.
Empregados

Os tempos estavam a mudar e as relações hierárquicas entre patrões e empregados e entre os próprios empregados estavam a evoluir.

Além de garantirem o funcionamento da casa e o conforto dos patrões, constituem uma comunidade paralela aos aristocratas…

Eva Barros – Joana

Natural de Cabeceiras de Basto, veio servir para casa dos Mello depois da morte do seu pai. Alimenta a sua família com o dinheiro que ganha.

É enfermeira de Tomaz e tem uma grande paixão por ele. É a única pessoa em que Tomaz confia os seus pesadelos da guerra.

Margarida Carpinteiro – Arminda

Governanta da família, que acompanha desde criança. Sabe todos os segredos da patroa e dos filhos.

Está sempre muito atenta aos pormenores sociais e religiosos, sobre os quais tem sempre um ponto de vista.

Isabel olha para ela como segunda mãe.

Ana Catarina Afonso – Virgínia

Costureira e engomadeira, trata de tudo o que são roupas da família. A par de Joana, é das mais jovens empregadas da família Mello. É também muito beata.

Solteira, é nos livros que encontra a satisfação para os seus anseios mais românticos e carnais.

Religiosa, acompanha Arminda na missa e aproveita sempre a visita do Bispo e dos padres para confessar os seus pecados. Sofre muito com as suas penitências.

António Melo – João Ferro

Feitor da família Mello desde sempre. Íntegro e fiel ao patrão e às ideias monárquicas, mas muito vulnerável a ideias totalitárias é um homem prático e obediente.

Casado com a cozinheira Josefa. Vivem no Solar com as filhas Albertina e Maria. Formam um núcleo tipicamente rural e português, onde as pessoas são simples, mais honestas e carinhosas, em contraste com a família aristocrata.

Teresa Faria – Josefa Ferro

Casada com João, do qual teve duas filhas, Albertina e Maria. Tem um casamento muito feliz.

É cozinheira da família Mello e muito religiosa.

Iris Cayatte – Albertina Fero

Filha mais velha do casal Ferro. É afilhada de Isabel.

É uma rapariga inteligente e culta. Estuda Direito em Coimbra e defende os direitos das mulheres.

Silvia Chiola – Maria Ferro

Filha mais nova do casal Ferro.

É apaixonada pelo filho mais novo do patrão, Ricardo.

Gosta da natureza e tem uma grande paixão pelas ervas medicinais.

Carlos Feio – Belarmino

Surdo-mudo, braço direito de João Ferro e irmão de Clementina.

Provoca medo nas pessoas com quem se cruza e sabe coisas que os outros não sabem.

Outras figuras em ‘Vento Norte’

Joana de Verona – Mariana

Filha bastarda de Afonso. Foi criada pela D. Berta, a dona do café 4.

Rubén Riós – Apolónio

Nascido numa família burguesa de Ourense, chega ao Solar na mesma altura do regresso de Tomaz. É um jovem de espirito livre, com ligações aos anarquistas e comunistas da Galiza.

Vem para Braga e para junto da família Mello com a missão de cometer um atentado, para chamar a atenção para a sua organização e assim colocar os anarquistas galegos nas bocas do mundo.

Trabalha como condutor de carroças e ajudante do feitor e vai aproximar-se da família Mello.

Paulo Calatré – Adolfo

É um filho da terra, industrial, calculista, mas sobretudo ligado à Economia.

Tem uma grande paixão por Isabel.
Pedro Almendra – Padre Mário

Sacerdote ligado à família Mello.

Tem como ambição subir na hierarquia da igreja e um dia chegar a Arcebispo.

José Martins – Gomes da Costa

Chefe do Golpe Militar de 28 de Maio que partiu de Braga. Foi Comandante de Tomaz nos campos de batalha em França.

Diogo Martins – Joaquim

Amigo de Ricardo Mello.

Gosta de jogar futebol e espera um dia poder apaixonar-se.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News