RTP

Trabalhadores da RTP Porto denunciam precariedade laboral

Depois do recente caso em que os trabalhadores da Plural Entertainment, produtora do grupo Media Capital, responsável pela ficção da TVI, terem vindo a público, através do SEPA, denunciar a falta de condições laborais e de justiça nas retribuições pelo trabalho prestado, os profissionais da RTP Porto reúnem com o PCP para denunciar casos semelhantes, avança o Correio da Manhã.

Segundo a publicação da Cofina, para o canal do Estado trabalham, há vários anos, cerca de 80 profissionais em regime de prestação de serviço, que os obriga a emitir faturas, vulgo recibos verdes. Neste regime, os períodos de férias e regalias estão condicionados pelos contratos celebrados.

Programas como Praça da Alegria, são produzidos e emitidos a partir dos estúdios da estação pública no Porto, localizados no Monte da Virgem. Nas reivindicações, figuram a falta de pagamento de horas extraordinárias.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close