RTP

Séries da RTP com fracas audiências

A RTP tem vindo a apostar na produção de séries de ficção nacional nos últimos dois anos. Porém, os resultados alcançados estão longe de representar um sucesso de audiências.

De acordo com os dados disponibilizados pela GfK, entre as atuais séries em exibição na RTP1, Sim, Chef! é a que regista melhores resultados, com uma média de 465.400 telespectadores, o que representa 10.1% de share. Pelo contrário, A Criação é a produção atual que regista os piores resultados: 161.100 telespectadores e 4.4% de share.

Entre todas as séries exibidas este ano pela estação pública, Vidago Palace – protagonizada por Mikaela Lupu, David Seijo e Pedro Barroso – foi a produção mais bem-sucedida, com 494.200 telespectadores e 10.5% de share.

Quanto às restantes apostas da ficção nacional da RTP, País Irmão, emitida às segundas-feiras, é acompanhada por uma média de 282.700 telespectadores, o que resulta em 5.8% de share; Ministério do Tempo alcançou 441.100 telespectadores e 9,1% de share; Madre Paula registou 255.000 telespectadores e 7% de share; Caminhos da Alma – Fátima somou 253.900 telespectadores e 5,6% de share; e Filha da Lei reuniu apenas 170.600 telespectadores e 4,3% de share.

Apesar dos fracos resultados de audiências, a televisão pública pretende manter a aposta na ficção nacional e está a preparar diversas novas séries para estrear em 2018.