fbpx
RTP

RTP não quer pagar pelos comentários de políticos

Ng3917536 Rtp Não Quer Pagar Pelos Comentários De Políticos
Nuno Artur Silva e Gonçalo Reis antecipam os gastos e as receitas para 2016 na Assembleia da República
Carlos César Em Três Pontos
Carlos César em Três Pontos

O presidente da RTP, Gonçalo Reis, revelou que a estratégia seguida pela televisão pública será de «os políticos, tendencialmente, não serem pagos» pela participação regular em programas de opinião e debate. A questão foi levantada pelo PSD na Comissão de Ética no Parlamento questionando-se acerca de «avenças milionárias» auferidas pelos comentadores.

O partido referia-se, alegadamente, aos comentadores do programa de opinião Três Pontos, emitido de segunda a sexta-feira na RTP Informação. Segundo o jornal Público, Carlos César, presidente do PS, recebe 6 000 euros por mês, pelo seu comentário. O presidente da Câmara do Porto deveria auferir 4 000, mas tal não se veio a verificar. O eurodeputado do CDS-PP Nuno Melo nunca chegou a receber os 2 000 acordados, uma vez que não entregou recibos. Com o fim dos contratos em vigor, o canal vai deixar de remunerar estes comentadores, o que ficará definido nos respetivos livros de estilo.

Gonçalo Reis afirmou que Paulo Dentinho «tem conduzido muito bem» o tema dos comentários políticos, como Diretor de Informação. O presidente reiterou a decisão de eliminar os comentários de políticos sozinhos, sugerindo que os “debates plurais, abertos e confrontacionais” deverão estar «enquadrados com outro tipo de comentadores, como especialistas e diretores de jornais, por exemplo».

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

3 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Eles não deviam participar em programas de debate e opinião, pura e simplesmente. Já chega de darem aos políticos tempo de antena fora da campanha eleitoral. Era uma vergonha para a TV pública (e para qualquer outro canal!) e ainda bem que a RTP chegou ao bom senso de os retirar dos espaços de comentário. Tinham tempo de antena e ainda eram pagos no mínimo 2 mil euros para venderem o seu peixe todas as semanas, era só o que faltava.
    Para mim a presença de políticos a debater faz sentido em época de eleições.
    De resto, deixem os comentários para os editores de política, jornalistas ou inclusivé telefonemas dos telespectadores ou perguntas dos eleitores por e-mail/redes sociais. Já chega de usar a TV como máquina de propaganda o ano inteiro.

ATV News

<>