RTP

RTP acusada de censura na ‘Praça da Alegria’

As manhãs da televisão têm estado envoltas em polémica nos últimos dias. Depois da TVI ter tido como convidado do Você na TV, Mário Machado, é a vez de ser a Praça da Alegria (RTP) a ser envolvida numa polémica com acusações de censura e cedência ao poder político.

A acusação parte do presidente da junta de freguesia de São Cipriano em Resende, eleito pela coligação PSD/CDS-PP, Aires Ferreira, que garante que foi enganado pela RTP e que é perseguido pelo presidente da Câmara Municipal de Resende, eleito pelo PS. Em causa está uma peça conduzida por Hélder Reis, na freguesia de São Cipriano, sobre a Aldeia da Música.

Segundo o autarca de freguesia, a RTP tinha-o contactado para obter mais informações sobre a Aldeia da Música, tendo sido inclusivamente acertado que o repórter da Praça da Alegria andaria no taxi do presidente da junta. No dia 12 de dezembro, diz Aires Ferreira, foi dispensado e proibido de aceder às instalações do centro cultural da freguesia no momento em que as gravações decorriam. Sobre a dispensa, o presidente daquela junta afirma que a produtora do programa lhe terá dito que “o presidente da câmara não o quis por ser taxista e por causa de divergências políticas”.

A RTP, por sua vez, nega terminantemente as acusações de que é alvo e afirma que “as decisões tomadas foram no sentido de preservar o espírito original do conteúdo: mostrar São Cipriano, ‘Aldeia da Música’, com os seus costumes e tradições. O presidente da Câmara de Resende, em momento nenhum, teve qualquer intervenção neste processo”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News


Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close