fbpx
RTP

Paulo Dentinho ataca Gonçalo Reis: “Queria correr comigo e correu”

Paulo Dentinho, Gonçalo Reis, Rtp
@RTP

Paulo Dentinho saiu da direção da RTP em outubro de 2018, depois de um post polémico sobre casos de alegada violação. Contudo, acredita que já existia uma grande vontade de o tirarem do lugar e que o deslize serviu como desculpa.

Há violadas de primeira, violadas de segunda categoria, violadas de terceira categoria, etc. Depende do estatuto delas mas, sobretudo, do estatuto deles“, escreveu Paulo Dentinho, na rede social Facebook, em outubro de 2018. Na altura, era diretor de informação da RTP, cargo que deixou logo de seguida.

Três anos depois, o jornalista recordou o assunto em entrevista à revista TV Guia. Sem querer mencionar Gonçalo Reis, então administrador da estação pública, Paulo Dentinho deu a entender que ele tinha uma grande vontade de o tirar da direção de informação, embora ele nunca tivesse estado agarrado ao cargo.

Devo-lhe confessar que a forma como essa pessoa geriu este processo foi canhestra. Provavelmente cometi um erro, devia ter tido outra atitude. Não tive, em nome de uma certa paz na empresa“, confessou.

Era levar o caso até a um extremo intolerável para essa pessoa, provavelmente para mim também, expondo a empresa. Isso foi gerido de uma forma muito canhestra, mas percebi que essa pessoa queria correr comigo“, acrescentou.

Sobre o caso do polémico post que colocou no Facebook, e que eliminou cerca de uma hora depois, Paulo Dentinho garante que não foi dirigido a Cristiano Ronaldo, mas sim sobre o primeiro aniversário do movimento Me Too. Naquela altura, recorde-se, o jogador português estava a ser acusado pela norte-americana Kathryn Mayorga do crime de violação. Algo que o futebolista sempre negou.

Não, era sobre os casos em geral. Mas tirei o post ao fim de uma hora e vinte minutos. E isso foi aproveitado pelo senhor que lá estava para correr comigo. Pelas razões que ele entendeu e eu desconheço  Dei-lhe o brinde (…) Queria correr comigo e correu“, disse, uma vez mais, sem mencionar o nome de Gonçalo Reis.

Apesar dos desabafos que fez por força das perguntas que lhe foram colocadas na entrevista, Paulo Dentinho garantiu que já não pensa muito na saída da direção de informação da RTP. “Ainda bem que aconteceu. Que sejam muito felizes. Para mim, o assunto está arrumado“, rematou.

Leia também: Gonçalo Reis critica certas regras da RTP: “São do tempo da outra senhora”

Paulo Dentinho
@Facebook
Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News