RTP

Luís Aleluia critica antigo diretor de programas da RTP

Em declarações à TV 7 Dias, Luís Aleluia diz não compreender como é que Daniel Deusdado (e Nuno Artur Silva) acabaram com a série Bem-Vindos a Beirais que registava 1 milhão de espectadores no horário nobre da RTP.

“A série saiu do ar e a audiência ficou reduzida aos 200 mil [espectadores] diários que tinha. E ninguém perguntou àquele director de programas porque é que tirou um produto que era rentável para uma estação pública. Qual é a empresa que deita fora e vê um director deitar fora um milhão e 400 mil clientes e o mantém no lugar? Isto não passa na cabeça de ninguém. Isto não existe”, começou por dizer à TV 7 Dias.

A série Bem-Vindos a Beirais foi para o ar pela mão de Hugo Andrade, director que estava no cargo nessa altura e que acabou por ser afastado do lugar quando entrou em funções Gonçalo Reis que preferiu chamar Daniel Deusdado e Nuno Artur Silva para ocupar aquele cargo.

Luís Aleluia diz que o sucesso da série era tão evidente que ainda hoje a RTP a repete nos seus diversos canais: “É tão verdade que já esteve no primeiro canal à noite, já esteve no primeiro canal à tarde, está no segundo [RTP2, de madrugada], está na [RTP] Memória e já está outra vez à tarde [na RTP1]. Porquê? O produto é mau?”, ironizou o ator em declarações à TV 7 Dias.

A nível profissional, o actor diz que fazer Bem-Vindos a Beirais foi muito bom: “Beirais foi muito bom para mim porque me apagou a imagem do Tonecas. Apagou, não, mas mostrou que afinal o homem também faz outras coisas. Nós tínhamos uma grande versatilidade de papéis. Por exemplo, o cabo Júlio, a minha personagem, uma vez era sonhador, outra vez era romântico… Tinha vários registos, o que era uma escola extraordinária para mim”, explicou Luís Aleluia, citado pela TV 7 Dias.

Contudo, a série também teve um impacto menos positivo na vida do ator: “Em Beirais acabei por perder dinheiro. Ao princípio, só tinha três ou quatro dias de gravação, depois passou a mais, porque o meu núcleo aumentou [na relevância da história]. Passou a cinco dias de gravação. Intensos, Muitas vezes entrava às oito da manha e saia às sete da tarde, oito da noite”, confessou o artista em entrevista à TV 7 Dias.

E completa: “Não me deixava tempo para o meu grupo de teatro, para as minhas produções. Foi bom em termos de trabalho, de visibilidade, mas em termos monetários foi um falhanço. Completamente. Perdi muito dinheiro com Bem-Vindos a Beirais”.

Luís Aleluia não nega ter saudades da televisão. Mas por agora o ator está em digressão com a peça Saídos da Casca, em que sobe ao palco com Vítor Emanuel, com um texto da sua autoria e de Guilherme Leite.

ATV News