fbpx
RTP

Jovem de 20 anos arrasa José Rodrigues dos Santos: “Não aceito o inaceitável”

José Rodrigues Dos Santos, Auschwitz - Birkenau
Créditos: Duarte Costa | SIC

José Rodrigues dos Santos tem estado envolvido numa forte polémica. Tudo por causa dos mais recentes livros que escreveu: ‘O Mágico de Auschwitz’ e ‘O Manuscrito de Birkenau’.

Nas duas obras, José Rodrigues dos Santos relativiza os trágicos acontecimentos que ocorreram naqueles dois campos de concentração nazis, localizados no sul da Polónia. Pedro J. E. Santos, de 20 anos, é estudante de Medicina e já visitou aqueles locais. Chocado com o que viu e contrariando o jornalista da RTP1, decidiu publicar um texto no jornal ‘Correio do Ribatejo‘.

Nele, o jovem revelou muito do que viu em Auschwitz e em Birkenau. Segundo ele, “ninguém fica indiferente ao passar pelo portão principal daquele que foi o maior campo de extermínio nazi“. Nele, está escrita a frase “Arbeit Macht Frei” (“O trabalho liberta“, em tradução livre para português).

Para sentir os cheiros, as cores e as emoções de Auschwitz é preciso ir lá (…) Em Auschwitz não há magia. Em Auschwitz encontrei muitos óculos de gente que já não vê, muitas malas de gente que nunca regressou, muitos brinquedos que ficaram por partir. Em Auschwitz, só existe morte e muitas lágrimas“, frisou.

Ao contrário de José Rodrigues dos Santos, não aceito o inaceitável (…) Ao contrário do que pensa José Rodrigues dos Santos, não se pode normalizar um ato de puro ódio (…) Ao contrário do que disse José Rodrigues dos Santos, importa sim, e muito, defender a verdade“, escreveu ainda Pedro J. E. Santos (leia aqui).

Confira aqui alguns registos fotográficos de Auschwitz e Birkenau:

Leia também: Presidenciais! Ana Gomes critica RTP1: “Houve alguém que nos quis matar de frio”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News