RTP

José Carlos Malato está revoltado: “Não quero seguidores”

José Carlos Malato fez um pedido aos seguidores na rede social Instragram que «não se enquadram, nem pretendem interagir» com o apresentador, que o deixem de seguir.

Malato tem estado muito ativo nas redes sociais, no entanto, as suas opiniões e os textos que tem partilhado não têm sido do agrado de alguns seguidores, que o têm criticado na caixa de comentários das publicações.

«Caríssimos, uma vez que o objetivo desta página é poder expor pontos de vista sobre o mundo que me rodeia, o que me faz feliz ou infeliz, o que me impressiona e me comove, o que me revolta e me apazigua a alma; uma vez que, apesar do meu trabalho, não posso, não quero, nem devo abdicar do livre e desejável exercício de cidadania plena e consciente; uma vez que não procuro, nem nunca procurei seguidores e ‘likes’, proponho o seguinte: que se vão embora todos os que não se enquadram, nem pretendam agir/interagir comigo, neste contexto», começou por escrever na mais recente publicação, sugerindo que o deixem de seguir na rede social, explicando de seguida como o fazer.

«Escusamos de gastar energias, desnecessariamente, e podemos ser todos muito mais felizes. Não quero seguidores. Quero pessoas que estejam ao meu lado, mesmo não estando do meu lado. É fácil. Basta que carreguem no botão ‘bloquear’, à direta do meu nome. Em breve, tornarei a conta privada. Para evitar que se transforme num execrável Facebook sem rei, nem roque! Obrigado a todos», concluiu.

View this post on Instagram

Caríssim@s, uma vez que o objectivo desta página é poder expôr pontos de vista sobre o mundo que me rodeia, o que me faz feliz ou infeliz, o que me impressiona e me comove, o que me revolta e me apazigua a alma; uma vez que, apesar do meu trabalho, não posso, não quero, nem devo abdicar do livre e desejável exercício de cidadania plena e consciente; uma vez que não procuro, nem nunca procurei seguidores e ‘likes’, proponho o seguinte: que se vão embora tod@s os que não se enquadram, nem pretendam agir/interagir comigo, neste contexto. Escusamos de gastar energias, desnecessariamente, e podemos ser todos muito mais felizes. NÃO QUERO SEGUIDORES. Quero pessoas que estejam ao meu lado, mesmo não estando do meu lado. É fácil. Basta que carreguem no botão ‘BLOQUEAR’, à direta do meu nome. Em breve, tornarei a conta privada. Para evitar que se transforme num execrável Facebook sem rei, nem roque! Obrigado a tod@s! #josecarlosmalato

A post shared by josecarlosmalato (@josecarlosmalato) on

Ainda na noite deste domingo, o apresentador da RTP partilhou com os seguidores um texto em tom irónico sobre a morte da família que «vivia em condições miseráveis, em Sabrosa».

A mensagem não foi bem entendida por muitos seguidores. «Se estivesses calado eras um poeta», «nem todos compreendemos a tua ironia», «não achei piada», pode ler-se nos comentários da publicação, que geraram revolta no apresentador.

View this post on Instagram

Que chatice! Uma família que vivia em condições miseráveis, em Sabrosa, foi encontrada morta. Duas crianças e três adultos. Comeram cogumelos venenosos ou inalaram monóxido de carbono. Que chatice. Podiam ter ido ao Internarché comprar cogumelos enlatados ou ao BricoMarché comprar uma salamandra. Que chatice. Mas nós não temos culpa, não é? Sim, que culpa é que nós temos? Amanhã ninguém se vai lembrar. Valha-nos isso! (ESCLARECIMENTO PARA QUEM TIVER DIFICULDADES EM COMPREENDER: Neste ‘post’ faço uso de uma figura de estilo denominada ‘ironia’: ‘figura de estilo que veicula um significado contrário daquele que deriva da interpretação literal do enunciado.’ Ok?) #avidaésempreaperder #deusandaadormir #nóstambém #pazàsuaalma #josecarlosmalato

A post shared by josecarlosmalato (@josecarlosmalato) on

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close