fbpx
RTP

Jorge Gabriel triste no último adeus ao pai: “Nunca lhe poderei chamar cerimónia”

Jorge Gabriel, Pai Albano
Instagram

Cinco dias depois da morte do pai, Jorge Gabriel conseguiu cruzar-se com o corpo do seu progenitor e fazer a respetiva despedida.

Cinco dias após a morte do pai de Jorge Gabriel, o apresentador conseguiu despedir-se do seu progenitor, o Sr. Albano, numa cerimónia que durou 5 minutos.

Este sábado, dia 23 de janeiro, o apresentador despediu-se do pai e recordou-o nas suas redes sociais.

Cinco dias após partir consegui cruzar-me pela última vez com o corpo do Sr. Albano. Nunca lhe poderei chamar cerimónia. Cinco minutos talvez. Entre chegar o carro funerário, retirar as flores, e seguir para o crematório tudo se desenrola num ápice. Normas Covid…“, começou por contar Jorge Gabriel, destacando de seguida uma mensagem da psicóloga do Lar onde o pai estava há vários anos.

De entre as imensas e intensas mensagens que recebi, e que em breve agradecerei, permitam-me que destaque a que me enviou a dra. Ana Quintais, psicóloga no Lar de Santo António: ‘Sempre atrasado para o almoço e com ânsias de vitória! Sempre cordial e cavalheiro, conhecedor e perspicaz, o senhor Albano ficará para sempre nos nossos corações.’“, revela.

E termina: “Este era o meu pai. Amo-te.

Recorde-se que o pai morreu vítima da Covid-19.

Leia também: Vitória de concorrente no ‘Joker’ está a gerar controvérsia: “Foi estranho”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News