RTP

Hungria afasta-se da Eurovisão por considerar o concurso “demasiado gay”

O ano de 2020 ainda não começou, mas já está a dar que falar, tudo porque a Hungria anunciou que não concorrerá ao Festival Eurovisão da Canção 2020, que acontecerá em Roterdão (Holanda). 

O motivo? O facto de o concurso ser “demasiado gay”. A informação está a ser avançada pelo site russo Index.ru e pelo The Guardian e salienta que tanto o governo como a imprensa de extrema-direita apontam o dedo ao concurso.

Ainda que não tenha sido apresentada nenhuma justificação oficial, caso se concretize a não participação do país, a medida reflete a linha de pensamento do primeiro-ministro do país, Viktor Orbán.

Ao The Guardian, uma fonte da estação pública húngara MTVA explicou ainda que o “afastamento” da comunidade LGBTQ+ “faz parte da cultura organizativa” do canal.

Já nas redes sociais, um porta-voz do governo garantiu que “as notícias são falsas”, no entanto, não avançou com mais detalhes para a não participação. Já o canal sublinhou que, “em vez de participar na Eurovisão em 2020, vamos apoiar diretamente as valiosas produções criadas pelos talentos da música pop húngara”.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita.Apple Store Download Google Play Download

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News