fbpx
RTP

Got Talent Portugal: Conheça os 12 finalistas. Um deles leva para casa 30 mil euros

Got Talent Portugal, Final

Este domingo chega ao fim a edição 2021 do ‘Got Talent Portugal’, na RTP1. Dos 12 finalistas apenas um irá sagrar-se o grande vencedor desta temporada.

Chega ao fim este domingo ‘Got Talent Portugal‘, na RTP1. No palco do talent show apresentado por Sílvia Alberto vão subir os 12 finalistas em competição.

Apenas um irá levar para casa o prémio no valor de 30 mil euros. O último programa conta com a habitual presença de Manuel Moura dos Santos, Sofia Escobar, Cuca Roseta e Pedro Tochas no painel dos jurados, mas ao contrário do que aconteceu nas anteriores galas, desta vez os jurados não terão nenhum poder de escolha, sendo os espectadores a decidirem o grande vencedor.

O convidado musical é Nininho Maia

Eis os 12 finalistas:

  • Gimnoarte
  • Duo OPA
  • Ballet Boys
  • Chef Duro e Os Seus Adversários
  • Rapazes do Milongo
  • João Paulo Ferreira
  • Alan Sencades
  • Rodrigo Aleixo
  • AM Dance Studio
  • Fadoalado
  • Martin Callaghan
  • Gildo

 

Martin Callaghan, Londres

Natural de Londres, o talento de Martin Callaghan é cantar. Considera-se um cantor que atua e não um ator que cantar. É muito simpático e tem um ótimo sentido de humor. O seu objetivo é gravar um álbum mas precisar de acreditar mais nele próprio e ter mais confiança. A mãe é a sua inspiração. Ele morreu há 12 anos. Este sonho de ser cantor e ator e trabalhar no mundo do espetáculo sempre foi o sonho da mãe, ou seja, ele está a viver o sonho da sua mãe.

Rodrigo Aleixo, Pias

O Rodrigo tem 11 anos e anda no 6º ano. É um aluno razoável e diz ser muito envergonhado, mas quando canta, isso passa. Ainda não pensou o que quer fazer quando for grande, mas gosta da agricultura.

Canta desde os 3 anos. O pai é o “alto” do grupo “Camponeses de Pias”. Já o avô o era. O Rodrigo sempre foi aos ensaios com o pai e começou a ouvir e a tomar o gosto pelo cante. É um grupo de 20 e tal e ele faz de “alto” e faz de “ponto”. Gosta muito de cantar em público e sente-se bem. Gostava muito de trazer o cante alentejano ao GTP.

Gimnoarte

Depois de terem participado na edição passada do Got Talent, e de terem chegado à semifinal, o Gimnoarte regressam e admitem estar mais preparados. O Gimnoarte existe desde 2013, mas o grupo atual está junto há quatro anos. Foram bicampeões mundiais a nível de AcroDance e, no ano passado, ganharam o título de campeões mundiais. A treinadora e os pais, que são os grandes apoiantes de todo o projeto, são as duas coisas importantes para o grupo.

Rapazes do Milongo, Cacém /Barreiro

Mais do que dois amigos, os santomenses Wanderlei e Lucas são como irmãos. Wanderlei tem 23 anos, está em Portugal há 10 meses e vive no Barreiro. Lucas chegou há 2 meses, tem 20 anos e vive no Cacém.

Conheceram-se em São Tomé: Wanderlei tocava guitarra e atuava sozinho e Lucas tinha um grupo. Um dia quiseram juntar os dois projetos, mas só Wanderlei e Lucas é que se deram bem, pelo que acabaram por decidir formar antes uma dupla.

O nome da dupla vem de uma música que tinham, à qual começaram a chamar Rapazes do Milongo. Os dois cantam juntos desde 2015 e até conseguiram um contrato para cantar em hotéis, em São Tomé. Têm um canal no YouTube onde podemos ver alguns dos videoclips que gravaram lá. Ao fim de um tempo, quiseram vir para Portugal à procura de uma vida melhor.

Am Dance Studio

AM Dance são uma classe de 40 membros, entre os 6 e os 17 anos, cujo grande talento é misturar acrobática com dança. Em 2018, conquistaram o primeiro lugar na Categoria do Acro Dance no World Dance Cup e, desde então, esta competição tornou-se a sua grande motivação. Vêm ao Got Talent Portugal divulgar a escola, tentar arranjar patrocínios e sobretudo mostrar ao país o esforço e sacrifício que fazem, diariamente. Antes de cada exibição têm um ritual fazem um círculo grande, apertam as mãos com muita força, concentram-se e sentem a energia uns dos outros.

Fadoalado

Dos Açores, chegam os Fadoalado que, tal como o nome sugere, são um grupo de fado, composto por 10 elementos. Um dos objetivos do grupo e da sua música é colocar a Ilha Terceira no mapa. O que os diferencia são os arranjos instrumentais arrojados e diferentes masque nunca desvirtuam o fado. Esgotaram duas vezes o auditório de Angra sendo, assim, uma afirmação que o projeto tem o seu reconhecimento. O grupo conta com seis originais e têm agendado a gravação de um CD para este ano.

João Paulo Ferreira, Alcobaça

É de Pernambuco, Brasil. Está em Portugal há 8 anos.  É formado em canto Lírico no Brasil. Desde cedo começou a estudar música e aos 11 anos começa nos grupos corais já a trabalhar no canto lírico. O canto lírico acompanhou toda a sua vida e despertou logo uma paixão muito forte apesar de na família não haver ninguém ligado à música. Começou por cantar em igrejas e estar muito ligado à igreja e chegou mesmo a pensar em ser monge, tinha vocação para ser beneditino.

Ballet Boys, Leiria

Grupo de 12 elementos exclusivamente masculinos, formado pela já nossa conhecida Annarela Sanchez com o objetivo de cativar mais rapazes para a dança. A dança do Cáucaso faz parte da formação de um bailarino clássico, tornando-se essencial pela sua coordenação, piruetas, etc.

Chef Duro e os seus adversários, Ansião

Já foram atuar como convidados a vários programas. O nome da banda surgiu porque o Bruno desde novo começou a trabalhar cedo para conseguir estudar e ajudar em casa. Começou a cozinhar por necessidade, mais tarde foi estudar para Coimbra, como vivia sozinho montou um restaurante dentro de casa para ter dinheiro. Foi aí que começaram a chamá-lo Chef Duro.

Alan Sencades, Famalicão

Natural de Pernambuco, no Brasil, e está em Portugal há 3 anos. Estava na Faculdade de Letras quando começou a fazer aéreos. Ficou tão apaixonado que só queria praticar, pelo que acabou por deixar o curso. Quando descobriu a roda na internet, encomendou uma e começou a treinar de forma autodidata. Na altura, trabalhava numa loja de circo em São Paulo e percebeu que precisava de fazer formação.

Duo Opa, Alverca

Guillena e Dimitry são ucranianos e vieram para Portugal há 17 anos. A mãe da Guillena já cá estava, e na altura os dois bailarinos eram namorados e iam ser pais, pelo que acabaram por decidir formar cá a família. O primeiro trabalho de Guillena em Portugal foi na Operação Triunfo como bailarina. Trabalharam com Filipe La Feria e Marco de Camillis e fizeram espetáculos nos casinos de Portugal. Guillena também participou na revista do Fernando Mendes.

Gildo, Angola

Natural de Angola, Gildo tem 16 anos e o seu talento é contorcionismo. O filme Karaté Kid foi o que o desporto: a elasticidade e os movimentos do Jackie Chan fascinaram-no e começou o seu percurso para conseguir imitá-lo. Aos 11 anos “conhece” Alexei Goloborodko, um contorcionista profissional. E isso foi o momento mais feliz da sua vida: quando se apercebeu que aquele era o objetivo da sua vida.Atualmente, estuda enfermagem mas o seu sonho é vir a pertencer ao Cirque Du Soleil e, assim, juntar-se ao seu ídolo Alexei.

A final de ‘Got Talent Portugal’, começa logo após o Telejornal, da RTP1.

Leia também: A nova imagem de Tony Carreira abraçado à neta que está a comover os fãs

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News