fbpx
RTP

Tudo sobre a grande final do Festival da Canção 2021

Festival Da Cancao 2021 Rtp

Este sábado, pelas 21h00, a RTP apresenta a Grande Final do Festival da Canção 2021. 

Este ano o Festival da Canção acontece em moldes diferentes, uma vez que a emergência de saúde pública que vivemos o impõe. Vencidas as semifinais, nas quais foram apurados os dez finalistas, chegou a hora das grandes emoções e e mais homenagens.

Voz de todas as canções concorrentes ao Festival da Canção de 1976, desaparecido no primeiro dia de 2021, Carlos do Carmo será homenageado com dois momentos particularmente emotivos. Num deles o seu trio de eleição, chefiado pelo guitarrista José Manuel Neto, o diretor artístico deste momento, vai acompanhar as vozes de Ana Moura, Camané e Ricardo Ribeiro em canções que nasceram, precisamente, por ocasião dessa edição inesquecível do Festival, que se apresentou então com o título “Uma Canção Para a Europa”.

Este não será, contudo, o único momento no qual a Grande Final vai lembrar Carlos do Carmo já que Dino d’Santiago, vai reinventar em palco outra das grandes canções da grande voz que, como poucas, cantou a Lisboa em que nasceu.

Mas aqui vamos também homenagear e  recordar três discos absolutamente marcantes e influentes na história da música portuguesa que têm algumas características em comum. Foram todos eles gravados num mesmo estúdio perto de Paris, em 1971, ou seja, há 50 anos. E os respetivos autores partilharam algumas parcerias durante as criações.

São eles “Mudam-se Os Tempos Mudam-se As Vontades”, que foi o álbum de estreia de José Mário Branco, o clássico “Cantigas do Maio” de José Afonso e ainda “Os Sobreviventes”, primeiro álbum de Sérgio Godinho que, embora gravado nesse mesmo ano, tenha já sido editado em inícios de 1972, antecedido, porém, pelo EP de 1971 “Romance de Um Dia Na Estrada” que assim fez a estreia de quatro canções desse mesmo LP logo no ano em que nasceram.

Os Clã foram desafiados a reinventar algumas canções destes três discos, fazendo-o na companhia de duas vozes que passaram recentemente pelo Festival da Canção: Cláudia Pascoal e Filipe Sambado. E aqui tudo pode acontecer!

Tal como tem acontecido nos últimos anos, a apresentação em palco da Grande Final do Festival da Canção vai estar a cargo da dupla Filomena Cautela e Vasco Palmeirim, com Inês Lopes Gonçalves a acompanhar in loco tudo o que se passa na Green Room.

Em concurso estão dez canções. A votação segue o modelo habitual nas finais, somando as opiniões de um júri regional. A contribuição do júri corresponde a precisamente 50% da votação, cabendo a outra metade ao voto do público, em casa.

Todas as emoções e reações poderão também ser seguidas na emissão especial da Antena 1 com Ana Sofia Carvalheda e Noémia Gonçalves, e com os comentários da cantora e professora de canto Maria Anadon e do fadista Carlos Leitão.

Compositores, intérpretes e as equipas da RTP partilham, mesmo num formato diferente, um entusiasmo que é igualmente vivido pelos que habitualmente acompanham cada um dos artistas e o próprio festival. E desta soma de trabalho e entusiasmo, nasceu o mote para a edição deste ano: #OFestivaléNosso. Porque o Festival da Canção é sempre uma experiência partilhada. Até mesmo num tempo em que vivemos mais separados uns dos outros, o Festival da Canção não deixa assim de ser um espaço de ligação.

Leia também: Carolina Deslandes revolta-se com a revista Blitz: “Respeitem-me, sejam educados…”

Finalistas-Festival-Da-Cancao-2021

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News