Famosos RTP

De luto, famosos homenageiam “fotógrafo dos artistas”, Jorge Jacinto

Jorge Jacinto morreu esta quarta-feira, na sequência de um cancro. O fotógrafo português, de 72 anos, preferiu tratar a doença sem grandes alaridos para não preocupar os amigos e a família. Hoje, são muitos os colegas de profissão que lhe prestaram uma verdadeira homenagem através das redes sociais.

Há 3o anos juntos, Jorge Gabriel tinha uma relação muito próxima com Jota, tal como era conhecido pelos amigos. Através do Instagram, o apresentador da RTP despediu-se do amigo com palavras emotivas.

“Há quase trinta anos que nos conhecemos, e há quase trinta anos que o respeito como um profissional de mão cheia, com critério, ética e uma deferência pelos fotografados. Hoje partiu”, lê-se na mensagem partilhada por Jorge Gabriel na sua conta do Instagram. Trata-se de uma fotografia antigo, onde o fotógrafo surge ao lado de Andrey e Judy Landers protagonistas da série ‘Love Boat’.

“Deixou-me um legado de artístico e pessoal que jamais esquecerei. És enorme Jorge Jacinto”, acrescentou Jorge Gabriel.

Já Tânia Ribas de Oliveira aproveitou para recordar o último momento que teve com o fotógrafo de artistas, no Santos Populares, em Lisboa: “Das várias dezenas de fotografias que me tiraste, aqui ficam apenas algumas. A das marchas populares, com o Malato, foi a última. Perguntei-te porque estavas tão magro, respondeste “uma coisa chata nos pulmões”. Percebi logo e passámos essa noite a rir muito os três. Hoje soube que partiste e que essa coisa chata foi também muito injusta, como é sempre. Leva sempre os melhores. Um beijo, querido. Eras dos bons. Na vida e na profissão.”

Ainda em criança, Jorge Jacinto estabeleceu uma amizade profunda com Filomena Cardinali. Foi com fotos de família que Filomena quis despedir-se do amigo. “Meu querido Jorge Jacinto já partiste. Dezenas de anos separam estas fotografias tiradas por ti. Conheço-te desde que me conheço. Recebi agora a notícia. Ainda não tenho palavras, só sentimentos e milhares de estórias que me assaltam a memória. Só memórias sempre carinhosas, só abraços apertados em cada reencontro, só palavras de saudades da minha família que também foi tua. Deus te receba no seu imenso colo e conforte os que te amam. Da tua sobrinha eterna Filomena”, lê-se na publicação.

Também Júlio Isidro reagiu à morte do fotógrafo de quem era muito amigo: “Morreu hoje o fotógrafo que mais me fotografou, Jorge Jacinto. A minha vida profissional está retratada em milhares de instantâneos pelo Jorge que me acompanhou os passos desde há pelo menos 35 anos (…) Quase todas as semanas recebia um envelope com fotos de momentos, pedaços da minha vida. Quando resolvi escrever a minha biografia só havia um nome na minha cabeça para foto de capa, o meu amigo , o meu biógrafo de imagem, o Jorge. A sessão foi rápida porque ele conhecia melhor a minha cara do que eu. Foi a última vez que estive à frente da sua câmara.” 

O apresentador da RTP terminou a sua mensagem, fazendo um pedido: “Por favor meus amigos, não partam tantos em tão pouco tempo. Nesta guerillha em que certos novos querem ver os velhos fora de cena, não é preciso abater. Basta segregar como se faz tanta vez. Com mais esta morte estou a sentir-me cada vez mais só.Mas sei onde um dia encontrar os meus amigos.” 

O fotógrafo, que começou a trabalhar nas redações quando ainda era muito jovem, dominava o meio artístico nacional como poucos. Jorge Jacinto, o fotógrafo dos artistas portugueses, criou, ao longo da sua vida e carreira, fortes laços de amizade com muitas das personalidades que fotografou.

O corpo de Jorge Jacinto vai estar em Câmara Ardente na quinta-feira, dia 7, a partir das 16:00 na Igreja de Santa Joana Princesa, em Alvalade. O funeral é sexta-feira, pelas 15:30, no cemitério dos Olivais.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News