RTP

Diretora da RTP2 explica polémica em relação a “Sara”

A diretora de programas da RTP2, Teresa Paixão, explicou que a série Sara foi originalmente pensada para ser um produto da RTP1 mas que, a pedido do então diretor daquele canal, Daniel Deusdado, acabou transferida para a RTP2.

[O Daniel Deusdado pediu-me] para eu a pôr. Tive muito gosto em fazer isso, mas não fui eu que escolhi a ‘Sara’“, contou Teresa Paixão numa entrevista recente que concedeu ao jornal Público e na qual explicou o motivo que levou a estação pública a transferir aquela série da RTP1, como tinha sido planeado numa fase inicial, para a RTP2.

A decisão, recorde-se, motivou algumas críticas por parte de vários elementos de Sara, como foi o caso de Bruno Nogueira, a quem foi encomendada a série. “Para nós é um pouco desconfortável termos feito algo a pensar na RTP1 e estar a passar na RTP2. Não é um desprimor ser na 2, mas quando a fizemos foi a pensar na RTP1. O facto de ser na RTP2 é um desencontro que não estava contemplado“, explicou o ator, em outubro, mês em que foi para o ar o primeiro episódio da história de ficção.

Beatriz Batarda, protagonista de Sara, também não viu com bons olhos a decisão da RTP. “O projeto foi proposto ao Bruno para a RTP1. Daí foi pensado, escrito e realizado para a RTP1. Quando estamos a pensar que era para ali e não para o outro… teríamos arriscado mais e contemplado outras soluções“, explicou a atriz, também no mês de outubro.

Perante estas declarações, Teresa Paixão revelou que não se sentiu muito confortável. “Confesso que fiquei um bocadinho surpreendida com a reacção dos autores, de uma grande desvalorização do canal 2, e fiquei muito chocada com isso“, confessou a diretora de programas da RTP2 que, ainda assim, considerou a crítica como um “direito” que lhes assiste.

ATV News