RTP

Camilo Lourenço sobre a sua ausência na RTP: “Nota-se uma interferência política”

Facebook

Camilo Lourenço esteve à conversa com João Miguel Tavares para a rádio Observador e acabou por recordar o episódio que levou ao seu afastamento da RTP. 

O economista de 59 anos revelou durante a entrevista que “a anterior direção da RTP, dirigida pelo Paulo Dentinho e por quem estava com ele, fez-me saber que não gostava de algumas coisas que eu dizia. O pior disto tudo é que nem tiveram a coragem de me dizer diretamente. Os editores comunicaram-me um dia que a direção tinha achado que não valia a pena continuar a comentar na RTP”

Recordando um episódio ocorrido em 2015, Camilo Lourenço aponta o dedo a alguns diretores da RTP, dizendo que: “Não tenho a mais pequena dúvida que nunca mais voltei à RTP por causa das minhas opiniões. Até acho estranho a falta de coluna vertebral, porque do ponto de vista político recordo-me que quando comecei a fazer mais comentários na RTP foi quando o José Sócrates era primeiro-ministro. E não me lembro de haver tanta interferência na RTP como passou a haver mais tarde. Digam o que disserem, nota-se uma interferência política. Não digo que isto venha do António Costa. Há diretores que são mais papistas que o papa”.

Atacado por muitos nas redes sociais, o economista aproveitou para lhes deixar uma mensagem especial, recordando que nem sempre se deu ‘bem’ com a direita. “Os fofinhos que me insultam por aí, já não se lembram que o Cavaco me detestava. Só se centraram no meu apoio ao governo da troika”, atirou provocador.

Apesar de criticar o canal público, Camilo Lourenço recorda que também nos formatos de imprensa sentiu na pele a pressão política e económica perante as suas opiniões.

“Perdi o emprego duas vezes por pressões que têm a ver com interesses ligados aos acionistas. Um na revista Valor, em 1994, por causa de histórias que envolviam o grupo Espírito Santo e a Galp. Fiz uma capa a dizer ‘corrupção na Galp’. O doutor Ricardo Salgado ligou muito aborrecido ao doutor Paes do Amaral a dizer que lhe cortava o crédito se continuássemos a escrever aquilo. O meu segundo caso foi o BPN, na revista Exame, em 2001″, contou.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita.Apple Store Download Google Play Download

6
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
António FlorindoMariaPauloAntonio FragosoAntónio Ferreira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
J.Gomes
Visitante
J.Gomes

Camilo Lourenço – Quem é aldrabão em 1915 ou em qualquer outra data é aldrabão toda a vida. Agora até já não é benfiquista???? E ainda bem que já começa a entender que o defeito é seu. Até precisa falar do Sócrates !…. Veja se ganha juízo para que os seus não tenham vergonha de si. Se ainda for a tempo……

António Ferreira
Visitante
António Ferreira

Camelo Lourenço que passa a vida a falar daquilo que nada percebe, tecendo loas à governação anterior laranja que rebentou o pais, e nada vê de aproveitável na atual, tem o que merece, ou seja a sargeta onde se movimenta bem

António Florindo
Visitante
António Florindo

António Ferreira e J. Gomes: mais dois assalariado do PS/PCP/ BE ! Quanto lhes pagam esses partidos de gente nada séria, para negar tudo e inventar mentiras contra aqueles que se limitam a dizer a verdade, como é o caso de Camilo Lourenço? A seu tempo, a verdade sobre estes desgovernantes do país, virá ao de cima, como já aconteceu e se vai provar em Tribunal, c com o desgoverno do sócrates e seus capangas socialistas! É uma simples questão de tempo! Não perdem pela demora!…O tempo, tudo esclarece!…

Antonio Fragoso
Visitante
Antonio Fragoso

É mais que evidente, que há pressões políticas e manipulação nas TVs! As notícias são filtradas, o que não é mais que uma censura, que em democracia tem outro nome! As influências de várias maçonarias, que como sabemos são sociedades secretas e como tal não assumem! Basta mudar de canal e as notícias pouco variam, os comentadores estão de acordo em 95% dos casos e para desviarem a atenção falam demasiado do Trump e do Boris Johnson e por vezes do Putin, que são os bodes expiatórios de tudo! Devia haver comentadores de esquerda e direita á séria! Progressistas e… Read more »

Paulo
Visitante

Camilo, houve e continuará a haver interferências dos governos. Todos recordamos a Manuela Moura Guedes no tempo do Sócrates. Não estranharia que este desgoverno atual também o fizesse . Nunca ouviu dizer que quem se mete com o ps que leva?🤫

Maria
Visitante
Maria

Quando fazia comentário, as opiniões eram bem políticas…por isso, temos pena! É a vida!

ATV News