Famosos RTP

5 Para a Meia-Noite: Ideia de Nilton foi recusada por José Fragoso

Instagram

O 5 Para a Meia-Noite já fez 10 anos de vida e de antena. Nilton foi o criador da ideia e marcou a data com algumas confissões relativas ao formato.

Foi no passado dia 24 de junho que o 5 Para a Meia-Noite celebrou 10 anos de vida. O talk show das noites de quinta-feira da RTP1 já atingiu os dois digitos e mantém-se de pedra e cal na grelha de programação do canal do estado.

Nilton, o criador do projeto e apresentador das primeiras temporadas, decidiu assinalar a data com algumas revelações feitas através do Instagram.

“Faz hoje 10 anos que começou o 5PMN…para mim. Foram 7 anos (até porque fui o único apresentador que ficou os 7 anos seguidos, antes de ser entregue e bem à Filomena Cautela), que na verdade começaram em Janeiro de 2009 quando fui propor um talk-show à RTP.”, começou por escrever o locutor de rádio.

É aqui que nasce a história não conhecida do programa atualmente conduzido por Filomena Cautela. “O José Fragoso, diretor na altura e novamente agora, achou que não fazia sentido naquele momento, mas deu o meu DVD ao Bruno Santos, hoje Diretor da TVI que me liga a 17 de Maio de 2009 (estava eu a escrever os Globos de Ouro para a SIC com o José Mascarenhas) e convida-me para um talk-show na RTP2”, revelou Nilton.

View this post on Instagram

Foram 7 anos (até porque fui o único apresentador que ficou os 7 anos seguidos, antes de ser entregue e bem à @filomenacautela ), que na verdade começaram em Janeiro de 2009 quando fui propor um talk-show à RTP. O José Fragoso, diretor na altura e novamente agora, achou que não fazia sentido naquele momento, mas deu o meu DVD ao Bruno Santos, hoje Diretor da TVI que me liga a 17 de Maio de 2009 (estava eu a escrever os Globos de Ouro para a SIC com o José Mascarenhas) e convida-me para um talk-show na RTP2. Mal eu sabia que seria o início de uma odisseia louca de personagens, sketches, músicas, parvoíces, brincadeiras, convidados e muitos amigos a alinharem em coisas muito malucas e tontas (um exemplo é o Zé Pedro alinhar brincar com o transplante de fígado). Mas o mais importante é as amizades que ficaram, principalmente com aqueles que sempre lá estiveram, o @mascarenhasjose como amigo inseparável. O @omartim como Side kick, amigo para a vida e parceiro de Maria Amélia, @miguelbpeixoto , a @marianafilipe, o Simon Frankel Simon, o Ruben Gomes e tantos outros que aceitaram participar naquelas maluquices. Erick @enaena76 @raquelatmourao tantos e tantos. Obrigado. Foi lindo!

A post shared by Nilton (@niltonoproprio) on

ATV News