Resumos

Prisioneira: Resumo de 5 a 11 de agosto

Resumo de 5 a 11 de agosto da novela ‘Prisioneira’ da TVI.

Prisioneira

Episódio 65

Estão cinco empregados da holding no elevador com Henrique. Está também Vítor, disfarçado de mecânico. Henrique pergunta se está tudo pronto e Nelson garante que as carrinhas irão explodir assim que derem ordem. Três carrinhas de entrega de supermercado circulam por ruas diferentes. Diogo liga a Chaves e informa que acabou de descobrir quem são os autores do atentado. Diogo pede apara avisar Tavares que está a ir para a WhiteShell e pede para enviarem reforços. Chaves desliga a chamada e não faz absolutamente nada. Fábio começa a abrir os ficheiros e vê-se uma foto de Henrique que os leva a crer que ele também é um terrorista.

Diogo chega à holding e estranha não ver mais ninguém da PJ, liga a Chaves, mas a chamada vai para a caixa de correio. Uma das carrinhas que vimos, está estacionada perto de uma escola, outra num terminal rodoviário e a terceira à porta de um centro comercial. Henrique está com um telemóvel na mão e dá ordens para detonarem as bombas. Diogo está a subir no elevador quando se ouve o estrondo de uma explosão vinda do piso superior, o elevador abana e Diogo desequilibra-se. Lídia desperta e Júlio afirma que está inocente e que fugiu para provar isso mesmo.

Vítor fala com os polícias e eles dirigem-se para o quarto de Lídia. Vítor entra com os polícias, mas Júlio já não está lá e Lídia finge que dorme e afirma que Júlio não esteve ali. Sílvio está revoltado com o que descobriram e acha melhor entregarem aquilo à polícia, mas Fredy ainda não está satisfeito e pede a Fábio para continuar a abrir os ficheiros pois quer descobrir mais coisas. Tavares dá uma descasca a Diogo por ter agido por conta própria e ainda mais por estar suspenso. Diogo diz que não podia ficar quieto depois de ter descoberto que Henrique era o cabecilha da organização. Chaves informa que as pessoas que estavam na Holding morreram todas.

Diogo informa que Henrique morreu na explosão e Letícia fica aliviada, pois não conseguiria viver sabendo que ele estava vivo. Graça e Beatriz ficam em choque, e Letícia agarra-se a Diogo a chorar. Mário não consegue acreditar que Henrique pudesse estar envolvido com organizações terroristas e está decidido a limpar o nome da Luso Wings, pois não pode deixar que aquilo prejudique a companhia. Sally percebe que foi James que provocou a explosão para matar Kevin e ele anui que não tinha outra forma de o apanhar desprevenido. James aconselha Sally a levar o corpo do marido para os E.U.A e assim que as coisas acalmarem, volta. Margarida não compreende como é que Henrique pode estar ligado a organizações terroristas. Diogo começa a achar que o acidente que vitimou o seu pai, não foi por acaso e quer ir falar com Gustavo, mas Margarida lembra-o que está suspenso.

Os rapazes tentam perceber as ligações entre Nelson, Henrique e o atentado, e não entendem porque é que aquela informação estava toda numa pen. Fredy acha melhor verem o resto do conteúdo e entregarem tudo à polícia. Vítor está satisfeito por ter cumprido o seu trabalho e ainda ter livrado o país de terroristas. James faz o pagamento e Vítor comenta que Júlio esteve no hospital, mas conseguiu escapar-se. Ambos sabem que Júlio está inocente, mas Vítor prefere que continuem a desconfiar dele. No hospital, Glória abraça Teresa e diz-lhe que a mãe ainda não está livre de perigo e encaminham-se para o quarto. Lídia emociona-se por ter ali as duas filhas, mas exalta-se ao ver Omar, e fica furiosa por Omar querer casar uma segunda vez. Glória fica surpreendida com aquelas revelações e pede à irmã para lhe contar tudo.

Omar entra em casa e recorda momentos felizes com Teresa. Gustavo diz a Omar que está a magoar Teresa e aconselho-o a deixar que ela fique em Portugal, pois o casamento não está a correr como tinham imaginado. Samira cuida de Hassam, está embevecida por ele ser filho do homem que ama, ao contrário do seu filho, que é filho do homem que mais odiou. Leila diz que nem sempre podem ter o que querem, mas Samira não se conforma. Samira tem esperança que Teresa fique por Lisboa e desista do filho. Bashir não está muito certo disso, mas Samira mantém a esperança. Teresa conta a Glória toda a história acerca do casamento de Omar com Samira. Glória fica estupefacta e espera que a irmã se divorcie de Omar, mas ela explica que não é assim tão fácil. Teresa pede a Diogo que a ajude a trazer o seu filho de Al Aradhi.

Glória conta a Fredy o plano de Teresa para raptar o filho e Fredy revela-lhe que não havia dinheiro no cofre, mas encontrou uma pen com informações sobre a organização ligada à White Shell. Fredy revela que ainda não entregou a pen à polícia porque encontrou uma foto de Tomé. Tomé vai visitar Beatriz para lhe dar algum apoio depois do que se descobriu sobre Henrique. Letícia não se conforma com a ligação de Henrique ao grupo extremista e começa a rasgar as roupas do marido. Graça tenta acalmá-la e Beatriz assiste devastada. Fredy diz a Glória que é óbvio que Tomé está ligado à organização e Glória recorda uma conversa onde ele se culpava pela morte do irmão.

Júlio garante que é inocente e que plantaram as provas em sua casa para o incriminarem, Acácio e Sílvio disponibilizam-se a ajudá-lo. Lídia está convencida de que Júlio é inocente e foi por isso que o ajudou a fugir. Vítor quer dar a Lídia o conforto que Júlio sempre lhe deu e tenta convencê-la de que a história deles ainda não acabou. Tavares informa Margarida que receberam imagens provenientes de um edifício perto da sede da holding. Margarida, Tavares e outros operacionais veem as imagens de um helicóptero a levantar voo do prédio da holding, antes da explosão, e concluem que alguém conseguiu fugir.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News