fbpx
Resumos

«Onde Está Elisa?»: resumo de 1 a 7 de outubro

Onde Esta Elisa Resumo «Onde Está Elisa?»: Resumo De 1 A 7 De Outubro

Resumo de 1 a 7 de outubro da série da TVI Onde Está Elisa?.

Episódio 011

No café Caligari, Manuel prepara-se para responder, mas vê Alexandra e Inácio a entrarem. Sentam-se e Alexandra propõe ligarem a Olívia, assim podem jantar os três. Inácio diz que é melhor não, devido à situação de Sebastião, ainda por cima Rosa está de folga. Ana comenta com Manuel que ali deve haver caso. Ana cumprimenta-os e Inácio pergunta a Alexandra de onde a conhece, que aquela é a jornalista que escreveu aquelas notícias. Levanta-se e dirige-se a Ana, pergunta como é que ela soube da detenção de Sebastião, que foi devido a drogas e nada tem a ver com o desaparecimento da prima. Ana tenta ter mais informações, mas Inácio vai-se embora com Alexandra e diz à jornalista que lhe mete nojo. Manuel pede a Ana que volte para a redação por estar a espantar os clientes. Ana recebe uma chamada, fala baixo e rabisca qualquer coisa no seu bloco de notas.

Em casa dos Pires, Bruno e Constança dizem ao filho que vão ter que conversar. Querem saber o que aconteceu e perguntam se a polícia lhe fez um interrogatório. Gonçalo responde que já disse tudo o que sabia e que o inspetor só lhe fez umas perguntas.

Carlos está no seu lugar habitual, já um pouco embriagado. Júlio senta-se ao seu lado, diz-lhe que já voltou aos velhos hábitos, que Elisa desapareceu há duas semanas e Carlos já está nos copos. Júlio diz que falta uma hipótese, ela pode ter ido para o tráfico e sugere o bar de strip de Yuri, mas depois diz que não faz sentido. Carlos não descarta essa mesma ideia.

O inspetor Carlos entra no bar de Strip, chamando a atenção de Yuri e de Elena, que está no palco e quase perde o equilíbrio no varão. Carlos diz que quer falar com Yuri e pergunta-lhe se foram os sócios dele, se tem algo a ver com o desaparecimento de Elisa. Vânia observa tudo nos bastidores, pega no telemóvel e liga a um número.

Ana está sentada numa mesa, no café Caligari, com o computador aberto e o telemóvel em cima. Sandra está no balcão e Mário entra, vai ter com Ana. Mário e Ana falam sobre as várias hipóteses para haver sangue de Elisa na roupa de Gonçalo. Mário pergunta se o informador de Ana não lhe disse mais nada. A jornalista diz que não, a sua fonte tem acesso limitado aos pormenores da investigação. Mário liga à gráfica para ainda conseguirem colocar aquela notícia na primeira página da edição da manhã.

Olívia e Inácio fazem perguntas a Sebastião, este pede-lhe que o deixem em paz, assim como fizeram os inspetores. Olívia diz que como família, têm que se manter unidos, Sebastião diz que nunca foram unidos e vira costas. Inácio diz a Olívia que o filho está a mentir. Olívia defende Sebastião, mas Inácio lembra que o filho ainda não parou de lhes mentir. Olívia diz que Sebastião não tem culpa de estar apaixonado pela prima e, esta por ele. Inácio pergunta-lhe como é que sabe que Elisa gostava de Sebastião. Ela hesita, mas afirma que encontrou uma carta dela. Inácio fica surpreendido.

À beira-rio, numa zona deserta e sem carros, Carlos para o seu carro. Abre o porta-bagagens e ajuda Yuri a sair, atira-o para o chão e saca da sua arma. Yuri diz que o que ele está a fazer é contra docente, Carlos exige-lhe nomes, tudo o que tenha a ver com redes de tráfico. Yuri pergunta se tem a ver com o desaparecimento da rapariga, Carlos questiona-lhe de imediato o que é que ele sabe. Yuri diz que só sabe aquilo que ouve nas notícias. Carlos acusa-o de a máfia russa ter matado a sua mulher e filha. Um pouco mais longe, por detrás de contentores, Júlio observa e tira várias fotos de Carlos e Yuri. Júlio vê uma fotografia nítida de Carlos com a arma na mão, que se percebe que está agressivo para com Yuri. Júlio sorri.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News